PDT Paraná filia mais de 180 pessoas em maior ato de filiação coletiva


Ascom PDT do Paraná
14/12/2020

Mais de 180 pessoas decidiram filiar-se ao PDT no maior ato de filiação coletiva já realizado pelo partido no Paraná. Devido às restrições por causa da pandemia do Coronavírus, o ato foi realizado virtualmente na tarde deste sábado, 12 de dezembro. Conduzido pelo deputado estadual Goura, o evento contou com a participação, por vídeo, de muitas lideranças pedetistas nacionais, estaduais e municipais.

Falando sobre a importância da participação dos jovens, Goura ressaltou que política não se faz só nas eleições. “Precisamos lembrar que política não ocorre somente nesse período que a gente escolhe nossos representantes. A política ocorre no dia a dia, em tudo o que nós fazemos. E por isso é importante discutirmos política com nossos amigos, com nossa família e em todos os espaços de decisões da sociedade brasileira”.

Líder do PDT na Assembleia Legislativa, Goura chamou a atenção para a necessidade de fortalecer os processos políticos no momento delicado que o Brasil atravessa com aumento da recessão e esgarçamento do tecido social. “O partido tem que ser um espaço vivo, de democracia, de debate e de construção coletiva. E PDT se firmado como um partido de centro-esquerda em defesa da democracia, das políticas sociais, dos direitos humanos, das políticas públicas para quem mais precisa do estado”, afirmou.

As pessoas que manifestaram interesse na filiação receberam as instruções por e-mail. Ao receber as fichas de filiação, o PDT Paraná encaminha aos respectivos diretórios municipais para que as filiações sejam efetivadas.

Novos filiados ressaltam os motivos pelos quais escolheram o PDT

A advogada Eliza Ferreira da Silva afirmou que escolheu “Partido Democrático Trabalhista porque acredito que aqui a transformação na nossa sociedade é possível e assim vamos efetivar a democracia no nosso país. Espero continuar combatendo o racismo, o machismo, a LGBTIFobia e todas as outras formas de opressão com a mesma garra e resistência que Edialeda Salgado no Nascimento teve em sua trajetória de vida”.

Oberdan Piantino destacou que ao mesmo tempo que Curitiba tem um ambiente político tóxico, tem espaços como o PDT que buscam qualificar o debate. “O convite do Goura, de ocupar a política desde dentro qualificando o debate, buscando alternativas para as questões ambientais que são tão urgentes e questões trabalhistas é fundamental”, afirmou ao destacar a importância do Projeto Nacional de Desenvolvimento e a liderança de Ciro Gomes.

“Eu me aproximei e hoje me filio ao PDT porque acredito que este é um espaço muito fraterno e frutífero para debates e construções para uma sociedade mais justa, mais igualitária e que combata as desigualdades em nosso país”, ressaltou a socióloga e pesquisadora da UFPR, Rafaela Rocha.

O mais novo filiado, Carlos Alberto Weiss, destacou que fez seu título eleitoral para se filiar ao PDT e participar ativamente da construção política a partir do PDT. “Eu tenho 17 anos e fiz o meu primeiro título agora em 2020 e estou me filiando ao PDT por ter uma grande admiração pelos seus principais líderes, Getúlio Vargas, Brizola, João Goulart e Darcy Ribeiro”, contou.

Lideranças encaminharam mensagens de boas-vindas aos novos filiados

 

“Nós queremos criar um novo caminho para o PDT, de renovação, de gente que tem um conteúdo programático da gente, no projeto nacional de desenvolvimento. Gente que a acredita na nossa pátria, no nosso pais, na defesa do direito do trabalhador, na educação em tempo integral”, afirmou o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi.

“É um momento muito importante da nossa vida partidária e da sociedade como um todo. Queremos que você participe ativamente desse projeto de construção de um partido aberto transparente, participativo, e conectado om as grandes pautas da sociedade”, ressaltou o presidente do PDT Paraná, André Menegotto.

A deputada estadual do Rio Grande do Sul, Juliana Brizola, deu as boas-vindas lembrando que o PDT é um partido com pautas atuais, mas que vem de longe. “A doutrina trabalhista trata dos problemas do nosso povo, da nossa população”, destacou.

O deputado federal Gustavo Fruet chamou a atenção para a necessidade de definir estratégias para o futuro e ter clareza dos objetivos. “Para isso é necessário ter competência, juízo e, principalmente, entender que a gente precisa dar um salto muito grande para sermos competitivos e que não se constrói identidade política só nas eleições. É preciso estabelecer postura e contraponto, cumprindo o papel de oposição desde já”.

A presidente da Ação da Mulher Trabalhista no Paraná, Ana Moro, que foi candidata a vice-prefeita na chapa encabeçada por Goura, fez um convite em especial para as mulheres participarem ativamente da construção partidária.

O prefeito reeleito de Aracaju, Edvaldo Nogueira lembrou que o PDT foi um dos partidos que mais elegeu prefeitos no Brasil. “É um partido que tem crescido, que tem um projeto para o país possa de desenvolver com direitos, com justiça social e principalmente com desenvolvimento sustentável”.

Também encaminharam mensagens de boas-vindas: Ivaldo Paixão (PDT Negro), Ivana Groff (EcoTrabalhismo), Rafael Weree (PDT Indígena), Roberto Viana (Movimento Cultural Darcy Ribeiro), os vereadores de Curitiba, Marcos Vieira e Dalton Borba, Luan Azevedo e Camila Gonda (Juventude Socialista PDT Paraná), Diogo Busse e Roberta Cibin (1° e 2ª suplentes de vereador do PDT Curitiba) e Dudu Moreira (Núcleo de Estudos sobre Segurança Pública). Todas elas podem ser vistas através deste link:

Campanha de filiação permanente

Goura ressaltou que este ato foi apenas o início de uma campanha permanente de filiação e André Menegotto afirmou que o partido está em fase de renovação.

“Após as eleições de 2018 iniciamos um grande processo de reestruturação partidária, que passa pela reorganização dos diretórios municipais e filiação de novas lideranças. A prioridade é o fortalecimento da nossa identidade popular e a busca da renovação política pela formação de novos quadros”, afirmou.

O convite para filiação se estende a todas e todos que se identificam com a ideologia trabalhista, que tem como principais bases a educação pública, universal, gratuita e de qualidade; a defesa dos direitos trabalhistas e dos serviços públicos, e o respeito ao meio ambiente. Para conhecer mais o Programa e o Estatuto do PDT, acesse: http://www.pdt.org.br/index.php/estatuto/.

O PDT possui vários Movimentos de Base que atuam nas mais diferentes pautas, a exemplo do Negro, Indígena, Ecotrabalhismo, Ação da Mulher Trabalhista, PDT Diversidade e Movimento Cultural Darcy Ribeiro. Dessa forma, os militantes têm a oportunidade de integrar os movimentos que mais se identificam. Quem tiver interesse nesta construção, pode acessar o link: bit.ly/agoraepdt e preencher o formulário.

Além disso, o PDT conta com a Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP), órgão partidário responsável pela formação e assessoramento dos Movimentos de Base. É a FLB-AP que abriga, entre outros projetos, a Universidade Leonel Brizola (ULB), que oferece diversos cursos de formação, todos gratuitos, online e com certificação. Para conhecer esse projeto único, acesse: http://flb-ap.org.br/