Vila Flores (RS) se torna a Capital Estadual do Filó, graças a projeto de Gilmar Sossella

Ascom Gilmar Sossella

Vila Flores (RS) se torna a Capital Estadual do Filó, devido a projeto de Gilmar SossellaO plenário da Assembleia Legislativa de Porto Alegre aprovou, nesta terça-feira (8), por unanimidade, o Projeto de Lei 389/2015, de autoria do deputado estadual Gilmar Sossella (PDT-RS), que declara o município de Vila Flores como a Capital Estadual do Filó. A iniciativa é fruto de um pedido feito ao parlamentar pelo prefeito Vilmor Carbonera (DEM).

O Filó é uma tradição trazida pelos imigrantes italianos, dos encontros de famílias para fazer trabalhos manuais, conversar, jogar, cantar, compartilhar experiências, divertir-se e orar, dentre outras atividades. No município da região Nordeste do Rio Grande Sul, este costume é realizado anualmente, desde 1994, e chamado de “Filó de Vila Flores”.

Para o evento, o município restaurou e transportou para um local central e de fácil acesso uma casa típica italiana. A Casa do Filó possui dois andares, sendo que, no superior, são comercializados os trabalhos manuais feitos por artesãos do próprio município.

“O sucesso deste resgate cultural é tão grande que hoje o Filó de Vila Flores se tornou um produto turístico que projeta não apenas a cidade, como também toda a região. Anualmente, são milhares de pessoas de todo o Rio Grande do Sul e de outros Estados que visitam Vila Flores para participar do evento”, destacou Gilmar Sossella.

O prefeito Carbonera informou que, por ano, o município recebe de seis a sete mil pessoas atraídas pelas festividades do Filó. Ele agradeceu ao deputado pedetista por ter aceito a sugestão e apresentado a proposta, considerada de extrema relevância para o município.

“Para Vila Flores, um município pequeno, com mais de 80% da população com origens italianas, é um orgulho muito grande para os descendentes e para o grupo Filó, que surgiu do Grupo Coral, e hoje está levando as tradições da nossa terra adiante. Com certeza agora o município e o Filó terão uma visibilidade ainda melhor no Estado, no País e até mesmo no exterior, porque recebemos participantes de vários lugares”, enfatizou Carbonera. 

De acordo com Sossella, é fundamental valorizar iniciativas como o Filó de Vila Flores, que fortalecem o turismo e auxiliam na geração de emprego e renda de nosso Estado e se tornam alternativas no combate à crise que assola o Rio Grande do Sul e também o País. “São medidas que contribuem, acima de tudo, para o desenvolvimento socioeconômico dos nossos municípios e, consequentemente, de todo o nosso Estado”, completou.

O projeto de lei seguirá agora para a sanção do governador José Ivo Sartori.