Vieira: Matheus foi referência para a nossa geração

O deputado federal Vieira da Cunha (PDT-RS) prestou homenagem póstuma, nesta terça-feira (30), em pronunciamento da tribuna da Câmara dos Deputados, ao ex-deputado federal gaúcho, Matheus Schmidt, falecido em Porto Alegre no último sábado, 28/03, aos 83 anos, vítima de infarto.

Para Vieira da Cunha, o PDT perde um grande líder. “Matheus foi referência para a nossa geração pela sua dedicação e lealdade à causa do Trabalhismo”, destacou.

Em seu pronunciamento, Vieira prestou solidariedade à família do ex-deputado. “Marido e pai exemplar, político honesto e coerente, Matheus Schmidt partiu deixando seu nome inscrito para sempre na galeria dos grandes homens públicos do Rio Grande do Sul e do Brasil”, concluiu. 


Íntegra do pronunciamento do deputado Vieira da Cunha:

HOMENAGEM PÓSTUMA MATHEUS SCHMIDT

Faleceu, no último dia 27 de março, em Porto Alegre, aos 83 anos, vítima de infarto, o ex-deputado federal gaúcho Matheus José Schmidt Filho.

Nascido em Santa Cruz do Sul dia 28 de outubro de 1926, e formado em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, Matheus era dos mais destacados líderes trabalhistas do Rio Grande do Sul e do Brasil.

Um dos políticos mais próximos de Leonel Brizola, Matheus foi vice-prefeito de minha terra natal, Cachoeira do Sul, e tomou posse como deputado federal pela primeira vez em maio de 1964. Exatamente pela coerência com seus ideais, teve seu mandato cassado pela ditadura militar.

Matheus Schmidt foi signatário da Carta de Lisboa, documento gerado em encontro dos trabalhistas do Brasil com os trabalhistas no exílio realizado em 1979 na sede do Partido Socialista de Portugal.

Fundador do Partido Democrático Trabalhista, Matheus foi Secretário-Geral nacional do partido e exerceu também, por vários anos, a presidência do PDT do Rio Grande do Sul.

Político de esquerda, foi sempre referência para a nossa geração pela sua dedicação e lealdade à causa do Trabalhismo e pela sua formação e preparo intelectual.

Eleito deputado federal pelo PDT em 1983 e em 1994, Matheus Schmidt foi líder do Partido nesta Casa.

O Rio Grande do Sul perdeu um grande líder. Particularmente nós, seus companheiros de luta, estamos muito tristes pela sua partida. Mas, ao mesmo tempo, estamos também felizes, por termos tido o privilégio de conviver e aprender com uma figura ímpar da política gaúcha e brasileira, que foi Matheus Schmidt.

À sua família, Dona Sueli, sua inseparável companheira, e aos seus cinco filhos, o nosso abraço solidário e fraterno.

É um momento de profunda dor. Mas, o sentimento maior da família, tenho certeza, é o do orgulho.

Marido e pai exemplar, político honesto e coerente, Matheus Schmidt partiu deixando seu nome inscrito para sempre na galeria dos grandes homens públicos do Rio Grande do Sul e do Brasil.

Adeus, companheiro Matheus!


Daqui desta mesma Tribuna que honraste durante os teus quatro mandatos, de deputado federal, te agradeço, em nome da família trabalhista de todo o Brasil, pelos teus ensinamentos e pelo teu exemplo.


Brasília, 30 de março de 2010.

Deputado Vieira da Cunha (PDT/RS)