Suframa abre os cofres para o estado do Amapá


O Conselho de Administração da Suframa, atendendo sugestão do deputado federal Sebastião Rocha (PDT-AP), apóia a ampliação de 2% para 10% o total de recursos do órgão destinados à Área de Livre Comércio de Macapá e Santana (ALCMS).
O deputado Sebastião Rocha representou em Manaus o governador Waldez Góes e a bancada federal do Amapá na reunião do Conselho de Administração da Suframa, da qual também participaram o ministro Miguel Jorge, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio; governador do Amazonas Eduardo Braga; prefeito de Manaus Serafim Corrêia; superintendente da Suframa, Flávia Grosso; e várias outras lideranças da região, que foram visitar a Zona Franca e o Pólo Industrial de Manaus.
Durante o evento, Sebastião argumentou que a transformação da Área de Livre Comércio de Macapá e Santana “nem de longe representa qualquer perigo de desaquecimento da Zona Franca de Manaus, e tampouco afetará negativamente os demais centros industrializados do país. Pelo contrário, a criação da Zona Franca de Macapá e Santana fortalecerá ainda mais a região amazônica que contribuirá com maior participação para o desenvolvimento do país”, acentuou o parlamentar.
O parlamentar amapaense registrou que a Zona Franca de Macapá e Santana é um sonho acalentado há muito tempo por todos os amapaenses. “Temos insistido muito e agora, graças a Deus, o sonho está muito perto de ser concretizado, depois de uma batalha política muito grande capitaneada pelo senador José Sarney e com o apoio de todos nós que integramos a bancada federal do Amapá”, exultou.
Quanto à ampliação dos recursos da Suframa, de 2% para 10%, Sebastião Rocha já conta como certa. “Estamos conversando com todas as lideranças regionais para que isso aconteça o mais rapidamente possível. Já conquistamos, agora, nessa viagem a Manaus, uma vitória muito significativa, que é a garantia de que o assunto será discutido já na próxima reunião do Conselho de Administração da Suframa que ocorrerá no dia 23 de agosto”, concluiu o parlamentar amapaense. Rocha garantiu ainda que neste segundo semestre acontece a votação, na Câmara dos Deputados, de dois projetos de sua autoria: a transformação da ALCMS em Zona Franca e dois assentos permanentes no Conselho de Administração da Suframa para o Amapá, para o governador e o prefeito de Macapá, a exemplo do que ocorre com os demais estados da Amazônia. 

Diário do Amapá