Saldo recorde de geração de empregos em 12 estados

Em números absolutos, São Paulo liderou a geração de empregos, com 119.844 novas vagas. Goiás registrou a maior taxa de crescimento no mês, com aumento de 1,80%

Brasília, 17/05/2010 – A geração de empregos foi recorde em 12 unidades federativas em abril, entre as 24 que apresentaram elevação no emprego formal celetista, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Os números foram apresentados pelo Ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, nesta segunda-feira (17).

Em números absolutos, São Paulo liderou a criação de empregos, com 119.844 postos de trabalho abertos, maior geração de empregos no mês em toda a série histórica do Caged. Em segundo lugar está Minas Gerais, com 45.030 novas vagas, e em terceiro o Paraná com 20.593 vagas.

A maior taxa de crescimento foi registrada em Goiás, com elevação de 1,80% e abertura de 17.171 novas vagas de trabalho com carteira assinada. O bom desempenho é acompanhado por Rondônia, que apresentou aumento de 1,62% no nível de emprego, com criação de 3.405 postos de trabalho, e Maranhão, com crescimento de 1,48% e 5.114 vagas.

Somente três estados registraram fechamento de vagas em abril: Alagoas (-6.668 postos), Pernambuco (-1.302 postos) e Paraíba (-206 postos). A redução do emprego nesses estados se deve, principalmente, a presença de fatores sazonais relacionados ao segmento agrícola da região.