Rodrigo Coelho é o novo líder do governo na Assembleia Legislativa do Espírito Santo

Ascom deputado Rodrigo Coelho15/05/2017

O deputado estadual Rodrigo Coelho (PDT) é o novo líder do governo na Assembleia Legislativa (Ales), no Espírito Santo. O anuncio foi feito na tarde dessa segunda (15), pelo governador Paulo Hartung, durante a assinatura do Projeto de Lei para criação do Fundo de Desenvolvimento da Região Sul (Fundesul), no Palácio Anchieta, em Vitória (ES).

O pedetista recebeu a indicação para a liderança do governo com otimismo e vislumbrando oportunidades para o Espírito Santo nos próximos meses.

“Eu recebo a indicação para liderança com serenidade, com o intuito de uma missão desafiadora, porém muito nobre. Temos uma expectativa de que o governo tenha uma recuperação de arrecadação no próximo período. Precisamos perceber que, mesmo com o tratamento sensato dado ao orçamento do estado, a arrecadação foi menor do que a prevista, o que exigiu cortes. Temos expectativa de melhoria da arrecadação, os próximos meses devem ser de recuperação”, afirmou o deputado.

Rodrigo Coelho lembrou que a decisão de ocupar a liderança do governo foi tomada em consonância com o PDT estadual, em assembleia do partido.

“O partido deliberou para que nós fizéssemos parte da liderança. Os colegas deputados do PDT sempre são muito solidários comigo. Existem diferenças em alguns entendimentos que eles colocam publicamente e cabe a eles colocar. Eu tenho profundo respeito pelas posições dos meus colegas de partido e nós fizemos a discussão no âmbito interno”, esclareceu o parlamentar.

Rodrigo Coelho está em seu segundo mandato de deputado estadual, tendo iniciado sua carreira política em Bom Jesus do Norte, em 1999. Desde então, foi Secretário de Governo em Cachoeiro de Itapemirim e também presidiu a Comissão de Justiça, em seu primeiro mandato de deputado. Além disso, o pedetista também comandou a Secretaria de Estado de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social.

Fundesul
O Projeto de Lei (PL) que cria o Fundo de Desenvolvimento do Sul (Fundesul), tem como objetivo fomentar o desenvolvimento sustentável das microrregiões Caparaó, Central Sul e Litoral Sul do Espírito Santo por meio de apoio financeiro aos projetos de investimento privado que resultem em criação de emprego e geração de renda. O fundo conta com aporte financeiro inicial de R$ 50 milhões e os municípios podem alocar recursos próprios e tornarem-se cotistas remunerados pelo Fundo.

O PL será enviado para a Ales e depende da aprovação dos deputados em plenário.