Projeto deve empregar mais de 1

PREFEITURA DE INDAIATUBA(SP)
JUVENTUDE CIDADÃ DEVE OFERECER 1,2 MIL VAGAS EM INDAIATUBA: PROJETO FOI ENTREGUE PELO PREFEITO JOSÉ ONÉRIO AO MINISTRO CARLOS LUPI NA REUNIÃO DA RMC
No dia 21/08, na cidade de Pedreira, durante reunião do Conselho Deliberativo da Região Metropolitana (RMC), o prefeito de Indaiatuba José Onério (PDT) entregou ao Ministro do Trabalho e do Emprego, Carlos Lupi o protocolo de intenções para participação do município no Projeto Juventude Cidadã, formatado a partir de demanda sobre mercado de trabalho, fruto de pesquisa feita pela Fiec/Cepin. A vinda de Lupi para a região foi intermediada pelo deputado Reinaldo Nogueira (PDT) já que um dos temas desse encontro de prefeitos era a empregabilidade. “Há cerca de dois meses fomos à Brasília e juntamente com o deputado Reinaldo Nogueira conversamos com ministro Lupi sobre a liberação do Juventude Cidadã para Indaiatuba e ontem, na RMC, entregamos nosso projeto”, explica José Onério. Além de prefeitos e representantes das 19 cidades, Agemcap e órgãos do Estado a reunião da RMC em Pedreira contou ainda com a presença do deputado Estadual Rogério Nogueira (PDT).

A implantação do Projeto Indaiatuba Cidadã para Indaiatuba deve começar em setembro. O objetivo do programa federal é oferecer mais uma oportunidade de desenvolvimento social, profissional e pessoal para jovens com idade entre 16 e 24 anos com renda per capita de até meio salário mínimo. Ao todo, 1.298 vagas serão oferecidas em áreas como alimentação, construção civil, educação, saúde, mecânica, turismo, hotelaria, telemática, vestuário, entre outras, desenvolvidos em 525 horas, com aulas técnicas, formação de cidadania e trabalho comunitário. Cada estudante receberá bolsa auxílio de R$ 120,00 durante cinco meses. “A nossa expectativa é de que de pelo menos 30% desses alunos sejam efetivados no mercado de trabalho assim que concluírem o curso”, estima José Onério. As oficinas serão na Fiec/Cepin, gestora do projeto e desenvolvidas com verba federal liberada em duas parcelas totalizando R$ 1 milhão e contrapartida da prefeitura de 16%.

Para o presidente da RMC, prefeito de Hortolândia, Augusto Perugini a vinda do Ministro do Trabalho enriqueceu o debate sobre ações de empregabilidade comuns as 19 cidades de RMC, porque além de se inteirarem dos novos projetos federais de combate ao desemprego, o ministro se comprometeu a disponibilizar equipe técnica para juntamente com os municípios formatar um projeto que regulamente a contratação do menor aprendiz por administrações públicas municipais. Novamente o deputado Reinaldo Nogueira deve interceder para realização dessa reunião, que ocorrerá na sede da RMC, em Campinas. “Vamos agendar uma reunião técnica e para tanto buscarei a assessoria jurídica do ministério do trabalho para participar e auxiliar nesse projeto”, comunica. “Enquanto deputado farei o que estiver ao meu alcance para trazer ministros ou outros representantes do Governo Federal para conversar com os prefeitos”.

O Ministro Carlos Lupi, que nasceu em Campinas, assumiu o Ministério do Trabalho e do Emprego há quatro meses e em sua segunda visita à região se colocou à disposição para otimizar parcerias de qualificação profissional com municípios da RMC. Em seu discurso, fez uma rápida exposição dos diversos programas do MTE voltados para a qualificação de jovens e lembrou que regiões mais industrializadas tendem a exigir uma mão-de-obra mais capacitada. “Este conselho é um modelo para todo o Brasil e estamos totalmente à disposição das prefeituras para ampliar o número de parcerias. A qualificação é nossa prioridade”, afirmou Lupi, natural de Campinas.

Juventude Cidad㠖 O lançamento do projeto foi feito em Campinas, há um mês. O MTE direcionará recursos da ordem de R$ 4,1 milhões para implementação do projeto, que prevê a qualificação e pagamento da bolsa auxílio aos estudantes. Os cursos terão duração média de 400 horas, com aulas de inclusão digital, cidadania, meio ambiente e oficinas profissionalizantes, com conteúdo técnico e prático, para uma ocupação que apresente demanda por uma força de trabalho na região. Serão oferecidas oficinas de Administração, Telemática, Hotelaria, Manutenção Predial e Agente Comunitário.