PDT promove filiação de liderança sindical do Mato Grosso do Sul

FLB-AP/Bruno Ribeiro - Foto: Marcos Anelo26/09/2017

Diante de um auditório lotado, o secretário-geral do PDT, Manoel Dias, e presidente do PDT de Mato Grosso do Sul, deputado federal Dagoberto Nogueira, promoveram na última sexta-feira (22), na capital, a filiação do presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil e no Mobiliário de Campo Grande (Sintracom), José Abelha Neto.

No evento, que foi realizado na sede do sindicato, reuniu centenas de militantes, sindicalistas e lideranças de todo o estado, o Manoel Dias, que é ex-ministro do Trabalho e Emprego, falou da importância de Abelha ter escolhido o partido.

“O PDT nasceu ligado ao trabalhador. Por isso, vejo que a fez a melhor opção. Conosco, ele vai estruturar um projeto político para trazer benefícios para a classe operária”, explicou.

Dagoberto Nogueira fez questão de frisar que dará todo o apoio necessário para que o novo pedetista seja mais um representante do partido no legislativo.

“Boa parte dos políticos de hoje estão desacreditados pela população. A única forma de mudar isto é ter caras novas, gente com um passado digno e honesto, pessoas que lutam por uma causa social. O Abelha é uma dessas pessoas”, ressaltou, ao completar: “Temos orgulho de tê-lo no PDT, onde nenhum deputado federal ou senador é investigado por corrupção”.

No seu discurso, José Abelha ponderou as razões da sua decisão e a perspectiva para o futuro na sigla trabalhista. “Eu sei o que é um canteiro de obra, o que é levar marmita e das dificuldades dos trabalhadores. E eu sei que, no PDT, vou ter oportunidade de fazer ainda mais pela categoria da construção civil. Eu nunca pensei em ser sindicalista e estou nesta vida há mais de 10 anos”, afirmou.

No final de cerimônia, o líder sindical exaltou sua trajetória ao lado da família e a chegada ao estado, vindo do Paraná, na década de 70.

“Eu, meus irmãos e meus pais fomos morar em um quartinho. Éramos muito pobres, mas com grande vontade de trabalhar. Cada um de nossa família levantava cedo para ganhar o pão diário. Eu comecei como servente de pedreiro e fui em busca de qualificação. Meus pais sempre nos orientaram pelo caminho do bem. Pude estudar e fiz até faculdade, mas nunca deixei de lado minha humildade”, concluiu Abelha.

Presidente de honra do partido no estado, João Leite Schimidt disse que a filiação de Abelha deixa o partido ainda mais forte. “Precisamos de pessoas como o Abelha, engajado em causas sociais e trabalhistas, para representar o PDT”, disse.

Com informações e foto de Marcos Anelo.