PDT, lutando pelo Brasil no passado, presente e futuro

Weverton Rocha26/05/2017

O PDT completa 37 anos de fundação e é hoje um partido que reúne história, experiência, ao mesmo tempo em que tem vigor e juventude. Os ideais trabalhistas que nortearam a criação do PDT, em 26 de maio de 1980, estão mais atuais que nunca. E nossa bandeira de crescimento econômico por meio da valorização do trabalho e do investimento na educação mostra-se, cada vez mais, com a única saída para o Brasil.

Sou militante do trabalhismo desde minha juventude. O PDT foi o primeiro e único partido ao qual me filiei. Em tantos anos, convivi com quadros históricos da maior relevância para o País, como Leonel Brizola, Jackson Lago e Neiva Moreira. Testemunhei a fidelidade aos ideais partidários nos mais diversos momentos políticos. E aprendi com eles que não é possível se omitir diante das questões mais importantes para o povo.

O PDT tem hoje uma posição muito clara no Maranhão e no Brasil. No estado apoiamos um projeto de renovação e desenvolvimento inclusivo. No País lutamos contra as tentativas de retrocessos em direitos importantes conquistados, como leis que mantêm o equilíbrio das relações trabalhistas e o direito a uma Previdência Social que alcance todos os setores da sociedade.

Nossa bandeira também é a preservação da democracia e da normalidade institucional. No meio da crise que enfrentamos, o PDT tem tido um protagonismo, junto a outros partidos de oposição, na defesa intransigente da legalidade constitucional e do direito à participação popular.

Como líder do PDT na Câmara dos Deputados, protocolei, junto com outros cinco partidos, um pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer, por crime de responsabilidade, ao negligenciar seu dever de relatar crimes confessados em um encontro pouco republicano com um investigado da Lava-Jato, tarde da noite e fora da agenda, e pela suspeita de ele mesmo participar de um crime de corrupção.

Também defendo, em conjunto com toda a bancada federal pedetista, a realização de eleições diretas para o substituto de Michel Temer. Entendemos que nesse momento a melhor saída para a crise é devolver ao povo o direito de se manifestar sobre quem deve comandar o País.

Para além da crise, o PDT também tem um projeto de fortalecer a economia por meio do incentivo à produção, com geração de emprego e renda, com educação plena para que todos possam ter oportunidades iguais.

São 37 anos de uma longa caminhada, que, no entanto, ainda está só no começo. Ainda ajudaremos a construir muitos novos momentos da história do Brasil. E o PDT permanecerá incansável na luta para que o futuro seja melhor para nossa gente.

 

*Weverton Rocha é deputado federal e líder do PDT na Câmara dos Deputados