PDT defende cassação de Eduardo Cunha

Wellington Penalva

Presidente LupiA sessão que pode cassar o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, acontece amanhã (12). De acordo com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, o voto a favor da cassação é questão fechada na bancada pedetista.

O presidente trabalhista considerou que, após o impeachment de uma presidenta inocente, “seria vergonhoso para a nação ver um parlamentar, comprovadamente corrupto, ser inocentado ou receber uma pena incompatível”, aludindo à especulação da não cassação dos direitos políticos de Cunha.

Sem rodeios, Lupi declarou suas expectativas e fez um alerta: “Acredito que o Congresso, com a participação da nossa bancada, casse o senhor Eduardo Cunha. Servirá como exemplo para a sociedade de que não vale a pena fazer política com desonestidade e ameaças. A política não pode ser usada como instrumento para fazer riqueza pessoal”.

“Talvez com a cassação, a gente consiga entrar numa nova fase da política nacional, onde seja exercido o amplo debate de ideias a fim de desenvolver o país. Hoje, infelizmente, o que impera é a troca de interesses escusos, corrupção, e tantos fatos que destroem a imagem da nação brasileira”, concluiu o presidente Carlos Lupi.

O julgamento parlamentar de Eduardo Cunha tem início nesta segunda-feira (12), às 19h, e pode seguir até terça-feira (13).