Osmar Dias defende redução do preço dos combustíveis

Osmar Dias defende que Petrobras reduza o preço dos combustíveis para promover maior crescimento econômico do Brasil. Líder do PDT no Senado diz que esta é a saída para aumentar a produtividade, gerar mais empregos e renda O líder do PDT no Senado Federal, Osmar Dias, defende que a Petrobras reduza o
preço dos combustíveis de forma a promover o maior crescimento econômico do País. Na opinião do parlamentar paranaense, a estatal que teve lucro recorde neste ano não pode transferir a conta do preço dos combustíveis aos consumidores e ao setor produtivo “A Petrobras teve lucro líquido de R$ 26,5 bilhões em 2008. É um crescimento de 61% com relação ao ano passado. Com a economia estabilizada é inadmissível que haja a concentração de renda tão alta nas mãos de poucos segmentos. Os consumidores, produtores rurais e a indústria estão pagando esta conta”, afirma.
O senador pedetista ressalta que boa parte do crescimento da renda nacional é dividido pela Petrobras, por mineradoras e pelos bancos. “Se pegarmos o crescimento do PIB brasileiro veremos que ele está calçado sobre estas três atividades econômicas. Isso não está correto. É uma concentração de renda imensa. O governo brasileiro deveria responder à análise feita pela Petrobras de que não dá para baixar o preço dos combustíveis mesmo com lucro recorde”, observa Osmar.
Segundo Osmar Dias, com a redução do preço do barril do petróleo não se justifica o alto custo dos combustíveis. “Há três meses o barril de petróleo custava US$ 144, o equivalente a R$ 237,00 considerando o câmbio na época. Hoje, o barril de petróleo está cotado a US$ 53 ou R$ 116,00 considerando o valor do dólar. A diferença em reais de três meses para cá é de R$ 121,00 a menos. A pergunta é por que o valor do combustível permanece o mesmo de três meses atrás? Com quem está ficando a diferença entre o que se pagava no petróleo e aquilo que se paga hoje”, questiona o senador paranaense. 

Custo de produção 

O líder pedetista ressalta que o custo de produção é influenciado diretamente pelo preço dos combustíveis. “Para produzir alimentos, para a indústria girar se gasta óleo diesel com os tratores, com o frete e com as máquinas. Não houve nenhuma redução no preço dos combustíveis. O lucro da Petrobras não deveria pesar sobre a sociedade, mas ser dividido a partir da redução do preço dos combustíveis para promover o crescimento econômico do Brasil”, observa.
Para Osmar Dias, é preciso olhar para os interesses econômicos e sociais do Brasil.