O PDT não faz política em troca de cargos


11/10/2018

O Partido Democrático Trabalhista vem a público reafirmar que não negocia princípios, e que declarou apoio crítico à candidatura de Fernando Haddad, do PT, no segundo turno, para evitar o mal maior que é a vitória da direita fascista que saiu do armário. Não queremos e não participaremos de qualquer governo futuro.

Portanto, não tem qualquer veracidade nota publicada na coluna de política do “Estado de São Paulo” de hoje, um dia após a reunião deliberativa em Brasília da Executiva nacional do PDT. Nenhum filiado ou dirigente do Partido tem autorização ou legitimidade para negociar cargos.

O PDT tem história, compromisso com o Brasil e com o Trabalhismo. Nossa posição é de repúdio ao atraso e ao retrocesso neste grave momento da vida brasileira.

A partir de janeiro, estaremos empenhados no fortalecimento do partido para eleger Ciro Gomes presidente nas eleições de 2022.

 

Brasília, 11 de outubro de 2018.

CARLOS LUPI
Presidente Nacional do PDT