Nota da Bancada do PDT na Câmara dos Deputados

Desde a fundação, o PDT lutou para eleger Leonel Brizola Presidente da República. No primeiro pleito após sua morte, o Partido revela ainda não ter-se recuperado da perda que sofreu. A bancada está lançada a cenários de dúvidas e incertezas, sem que as posições divergentes permitam qualquer suspeita de utilitarismo ou de má fé.
Comemoramos o ambiente fraterno do livre debate do que poderá ser mais útil ao nosso País.
Assim, com o objetivo de construirmos uma posição unitária na bancada, reconhecemos como ideal a candidatura própria à Presidência da República e a todos os governos estaduais, diretamente ou integrando coligações.
Todavia, entendemos que a esperança de uma disputa real está na dependência da ampliação das forças que não estão organizadas em torno das candidaturas do Presidente Lula ou do Governador Alkmin.
Nesse momento, a bancada apóia a presença da Comissão Executiva nos entendimentos com outros Partidos para organizar a terceira força da disputa eleitoral, preferencialmente em torno do nome indicado pelo PDT, em Convenção Nacional.



Brasília, 18 de maio de 2006