Mulher ainda sofre discriminação no mercado de trabalho
Data: 24 de abril de 2012

A mulher jovem e negra é a mais discriminada no mercado de trabalho. Essa foi a constatação da Audiência Pública realizada pela Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público realizada nesta terça, 24. De acordo com estudo da Organização Internacional do Trabalho, mulheres e população negra representam 70% dos brasileiros.

 No entanto, avanços foram registrados. A taxa de ocupação de mulheres negras em 1995 era de 48,2%, enquanto que homens brancos, que figuravam no topo da lista, apresentavam 74,9%. Em 2005, a taxa de ocupação de homens brancos caiu para 73,3%, enquanto que mulheres negras passaram para 52,7% – o que representa um crescimento de 40,8%. Mulheres brancas também tiveram uma ampliação, mas num ritmo inferior: 22,4%, comparado com 2005.

 Os palestrantes concordaram que as faltas de oportunidades são resultantes da falta de qualificação, mas também cobraram espaços no mercado de trabalho para os jovens, que não tem condições de comprovar experiência.

Assessoria deputado


COMPARTILHE NAS REDES



DIRETÓRIO NACIONAL
SAFS - Quadra 02 - Lote 03
(atrás do anexo do Itamaraty)
Plano Piloto - Brasília/DF
CEP: 70042-900
Telefone: (61) 3224-0791
FIQUE INFORMADO
Receba notícias do PDT
SIGA O PDT
© Copyright 2016 PDT - Todos os direitos reservados - PDT Utiliza Wordpress - EXPEDIENTE