Movimento Indígena do PDT repudia declarações racistas de Jair Bolsonaro

FLP-AP/Bruno Ribeiro10/04/2017

“Nenhum de nós tem medo de você, Bolsonaro!”, afirmou Rafael Weree, presidente do Movimento Indígena do PDT e membro da etnia Xavante, ao repudiar as declarações racistas do deputado federal, Jair Bolsonaro, contra índios e quilombolas. Os ataques ocorreram, na segunda-feira (3), durante uma palestra no Clube Hebraico, do Rio de Janeiro.

“Querem atacar nossas terras demarcadas, pois estão de olho nas riquezas que existentes dentro das nossas terras” alertou o pedetista, ao lembrar que a Constituição Federal assegura os direitos dos povos indígenas no Brasil.

Bolsonaro prometeu que irá acabar com todas as reservas indígenas e comunidades quilombolas do País caso seja eleito residente da República, em 2018.

Ao analisar a origem das ofensas, Weree alerta para a rotineira tentativa de retomada e exploração das terras que formam as reservas protegidas e demarcadas em todo o país. “Muita gente morreu para garantir a nossa terra e merece respeito, como povo originário, e quilombolas, que foram escravizados e trazidos contra sua vontade”, concluiu.

Movimeno Indígena do PDT repudia ataques de Bolsonaro

Resposta ao Bolsonaro "Nenhum de nós tem medo de você, Bolsonaro", afirmou Rafael Weree, presidente do Movimento Indígena do #PDT e membro da etnia Xavante, ao repudiar as declarações racistas do deputado federal, Jair Bolsonaro. "Querem atacar nossas terras demarcadas, pois estão de olho nas riquezas que existentes dentro das nossas terras" alertou, ao lembrar que a Constituição garante os direitos dos povos indígenas e quilombolas no Brasil. Na última segunda-feira (3/4), #Bolsonaro afirmou, em um encontro no Clube Hebraico, do Rio de Janeiro, que as reservas indígenas e quilombolas atrapalhavam a economia do país. #defesa #povodeluta #FLBAP

Publicado por Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini em Sexta, 7 de abril de 2017