Juliana, neta de Brizola, lança livro com frases e depoimentos do avô

Elizângela Isaque

Presidente-Carlos-Lupe,-Juliana-Brizola,-Brizola-Neto-e-Rejane-Guerra------MEU-AVÔ-LEONEL---Julho-2016---O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, prestigiou, nessa quarta-feira (20), o lançamento do livro “Meu avô Leonel. Frases, ‘causos’ e depoimentos de Brizola”, de autoria da deputada Juliana Brizola (PDT-RS) – neta de Leonel Brizola e filha de José Vicente Brizola – e da jornalista Rejane Guerra. O evento aconteceu na Livraria da Travessa, em Ipanema, Rio de Janeiro.

Na ocasião, foram distribuídos lenços Maragatos para os convidados, que pegaram os autógrafos em uma mesa decorada com rosas vermelhas, símbolo da Internacional Socialista (IS).

Além de Carlos Lupi, marcaram presença o deputado Brizola Neto (PDT-RJ) – irmão de Juliana Brizola –, Vieira da Cunha (PDT-RS), o jornalista Roberto d’Ávila, autor do prefácio da publicação, e o cineasta Neville d’Almeida, dentre outros.

Outro destaque do evento foi o ator Tonico Pereira que, na ocasião, lançou uma linha de camisetas de sua criação com a frase “Falta Brizola no Brasil!”. Os convidados puderem assistir às exibições do documentário “Tempos de Luta”, de Tabajara Ruas, e imagens do episódio que ficou conhecido como “Campanha da Legalidade”. Também foram executados o histórico Hino da Legalidade e alguns jingles das campanhas de Brizola.

Frases de Brizola

DSC_2364  Tonico Pereira  - Livro MEU AVÔ LEONEL - Julho 2016 - Foto CRISTINA GRANATOResultado de mais de uma década de trabalho, o livro surgiu a partir das confidências que Juliana Brizola fazia para a jornalista Rejane Guerra, sobre as frases que escutava do avô e as histórias protagonizadas por ele. Após a morte de Brizola, elas passaram a pesquisar as frases proferidas por ele, no período de 1945 a 2004, em discursos, livros, gravações de rádio e debates televisivos.

A publicação traz depoimentos de vários políticos e personalidades, como o ex-primeiro ministro de Portugal, Mário Soares, Carlos Lupi, o ex-ministro e ex-governador, Ciro Gomes (PDT-CE), os jornalistas Caco Barcelos e Ricardo Boechat e o ator Paulo Betti, entre outros.

O livro também exibe, pela primeira vez, o acervo inédito que Brizola guardava, composto por material de campanha, um bilhete dele para a sua mulher, Neusa Goulart, e uma mensagem dele para o professor Darcy Ribeiro e a última carta que a sua mãe, dona Oniva, lhe enviou no exílio, três meses antes dela morrer, em 1968, em Carazinho, RS.

O livro também será lançado em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, e em Brasília, em datas ainda não definidas.