Mensagem de Vieira da Cunha, Presidente Nacional do PDT

Mensagem do Presidente


Brasília/DF, 14 de março de 2008.



Companheiras e companheiros do PDT:

Desde o último dia 12 de março, repousa sobre os meus ombros a responsabilidade de presidir nacionalmente o Partido Democrático Trabalhista – PDT.


Para mim, que me filiei ao PDT em 1981 e passei pelas presidências da Juventude Trabalhista e do partido em Porto Alegre e no Rio Grande do Sul, é uma honra muito grande exercer o comando nacional da sigla, ainda que numa incômoda circunstância, eis que assumo face à alegada “incompatibilidade ética” do exercício simultâneo dos cargos de Ministro de Estado e Presidente Nacional do Partido pelo companheiro Carlos Lupi.


Notem que aquilo que credencia o político para o exercício das mais altas funções públicas nas avançadas democracias do mundo, que é a liderança de partido político, aqui no Brasil tornou-se fator impeditivo na equivocada visão da Comissão de Ética do Governo Federal. De qualquer forma, embora apoiado pelos seus companheiros de partido e pelo próprio Presidente Lula, o Ministro Carlos Lupi resolveu licenciar-se da função partidária, o que faz do episódio uma página virada.


O que nos cabe agora fazer é dar continuidade ao trabalho de uma gestão que tem mandato até março de 2009 e que tem, logo ali adiante, o desafio de tornar ainda maior a presença de pedetistas na Prefeituras e Câmaras Municipais país afora. Temos hoje 305 Prefeitos e 2.480 Vereadores e a nossa meta é duplicar esse número. Objetivo ousado mas perfeitamente viável, haja vista o fortalecimento do partido em muitos Estados nos quais tínhamos dificuldades eleitorais históricas, como é o caso de São Paulo.


À luta, pois, companheiras e companheiros trabalhistas de todo o Brasil! Vamos, juntos, sempre inspirados no exemplo do nosso líder Brizola, realizar um grande Congresso partidário nos próximos dias 18, 19 e 20 de abril em Brasília, debatendo nossas idéias, revigorando nossos princípios e atualizando nosso programa. A máquina partidária precisa estar azeitada e a nossa militância precisa estar mobilizada e entusiasmada para os embates que vêm aí.


Estou certo de que com a tua aguerrida e imprescindível participação, o PDT sairá do 4º Congresso Nacional mais forte e preparado para cumprir o seu destino de ser o instrumento do povo brasileiro para a construção da pátria soberana, livre e igualitária que um dia o Brasil haverá de ser.


Forte abraço trabalhista.


Deputado Vieira da Cunha,

Presidente Nacional do PDT (em exercício).