Mapi elege nova diretoria no Rio de Janeiro e divulga nota

OM - Maria José Latgé

O Movimento dos Aposentados, Pensionistas e Idosos (Mapi) do Rio de Janeiro, elegeu, na última sexta-feira (12) em convenção estadual, a sua nova diretoria para o biênio 2013/2015. 

A eleição foi realizada no salão de entrada da sede nacional da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP), na rua do Teatro 39 – Praça Tiradentes, Centro do Rio de Janeiro.

Na oportunidade, também foi divulgada nota do movimento dos aposentados em solidariedade ao presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e críticas ao vereador Leonel Brizola Neto, do município do Rio de Janeiro, devido a incidente ocorrido na reunião do Diretório Regional do PDT da última segunda-feira (8).

Veja a íntegra da nota:

“O Movimento de Aposentados, Pensionistas e Idosos-MAPI-do Estado do Rio de Janeiro, vem manifestar seu repúdio em relação aos fatos ocorridos durante a reunião do Diretório Estadual do PDT realizada na sede da Fundação Leonel Brizola-Alberto Pasqualini, no centro da cidade, na segunda feira, dia 08 de julho de 2013.

“Durante a reunião, que transcorria normalmente, ao conceder à palavra para o Vereador Leonel Brizola Neto, este, após 25 minutos de fala, referiu-se insistentemente, de forma descortês ao Presidente Carlos Lupi, tendo ainda, o Vereador, afastado o microfone – covardemente- para chama-lo de “ladrão”.

“A partir de então, criou-se uma confusão onde de fato houve empurra , empurra, porém, não houve  agressões físicas como querem propagar não apenas no Rio de Janeiro, mas também no Estado do Rio Grande do Sul.

“Diante da confusão que propositalmente o Vereador provocou, foi retirado do auditório por seus poucos simpatizantes, sempre com semblante e palavras provocativas .

“Como é de conhecimento amplo, o Vereador Leonel Brizola Neto vem, junto com simpatizantes, agredindo verbal e sistematicamente ao Presidente Carlos Lupi e à instituição, que em nenhum momento manifestou nem manifesta – em seu nome ou do  Partido- qualquer atitude contra os ataques e insultos que vem sofrendo. Pelo contrário.

“É incontestável que a insatisfação do Vereador e simpatizantes, é pelo simples fato de que se considera “herdeiro do partido”, esquecendo que o PDT é uma instituição política, e não está arrolada nos bens herdados por ele e seus irmãos, quando do falecimento de seu avô e fundador do Partido, o sempre líder Leonel Brizola.

“Assim é que o MAPI , reitera o seu mais  veemente repúdio aos lamentáveis acontecimentos inequivocamente provocados pelo Vereador Leonel Brizola Neto, mormente às inverdades que vem espraiando no Rio de Janeiro e no Estado do Rio Grande do Sul, desconhecendo que Carlos Lupi é Presidente  Nacional do PDT, eleito democraticamente”.

Veja a composição da nova diretoria do MAPI:

Presidente: Maria José Latgé Kwamme

Vice Presidente: Olga Amélia Soares Telles

Secretário-geral: Luís da Ponte

Secretário adjunto: José Antônio F.Nogueira

Tesoureiro: Maria José Ramalho

Tesoureiro Adjunto: Sady Motta

Secretaria Jurídica: Mara Hofans

Secretário Adjunto: Franklin Palmeira

Secretário Adjunto: Carlos Alberto Rodrigues

Secretário de Comunicação: Ápio Gomes

Vogal :Luís da Silva Oliveira