Manoel Dias visita esta semana PE, AL, BA, MA e TO

Manoel Dias, presidente nacional da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP), viaja esta semana e faz reuniões com as direções do PDT em Recife, Maceió, Salvador, Teresina e Palmas (dias 9, 10, 12, 13 e 14 respectivamente) para tratar de assuntos relacionados à formação política e a organização partidária. Nos encontros discutirá os projetos da Fundação para 2009 relacionados à Universidade Leonel Brizola (ULB), planejamento estratégico, núcleos de base e coordenarias regionais.

Na última terça-feira (03/2), no Rio de Janeiro, a coordenação geral da ULB reuniu-se na sede nacional da FLB-AP – na Rua do Teatro 39, na Praça Tiradentes – para discutir as perspectivas para o ano letivo de 2009, que começa mês que vem.

Desde o fim das transmissões via satélite da ULB em dezembro do ano passado foram realizadas reuniões em Brasília e Rio de Janeiro para discutir e aperfeiçoar o projeto da ULB que ano passado colocou no ar 36 programas de tevê , de duas horas de duração em média, voltados à formação política.

É consenso que a partir deste ano será priorizada a utilização da Internet de forma a que tudo o que for veiculado pela tevê seja, também, disponibilizado na rede mundial de computadores. Também este ano a Fundação Darcy Ribeiro, através da professora Laurinda Barbosa e da conselheira Maria José Latgé, vai reforçar o projeto pedagógico da ULB através de nova sistematização de conteúdo e avaliação.

Além de Manoel Dias, participaram da reunião da ULB nesta terça-feira no Rio de Janeiro a conselheira da Fundação Darcy Ribeiro Maria José Latgé; o presidente da JS, Luiz Martins; os responsáveis pelas áreas administrativa e pedagógica da ULB, Leonardo Zumpichiatti e Ricardo Viana; e mais os jornalistas Fernando Brito, Maria Cristina Pacca e Osvaldo Maneschy – responsáveis pelo Telejornalismo e Produção Geral.

Além da TV e da Internet, ficou também decidido que este ano serão mais utilizados DVDs com conteúdo pedagógico da ULB para a formação de pedetistas em locais distantes do território nacional onde o acesso aos outros meios – TV e internet – for difícil.