Líder é a favor de piso de 3,5 mil para policiais

Dagoberto vota a favor de piso salarial de R$ 3,5 mil para policiais 

O deputado federal Dagoberto (PDT/MS) votou pela aprovação, em primeiro turno, da PEC 446/09, do Senado, que define em R$ 3,5 mil o piso dos policiais civis, militares e
bombeiros dos estados. A matéria foi aprovada por 393 votos dos deputados federais, com duas abstenções, na noite de terça-feira (02/03/2010). O texto aprovado é o de uma
emenda assinada por vários partidos, semelhante à PEC original vinda do Senado. 

As principais diferenças são a diminuição do prazo para implementar o piso, que passa de um ano para 180 dias; e a previsão de um piso nacional provisório até que seja editada a lei com as novas regras. Esse piso transitório será de R$ 3,5 mil para os policiais de menor graduação (soldados, no caso da PM) e de R$ 7 mil para os oficiais do menor posto. As regras valem tanto para os servidores da ativa quanto para os inativos e pensionistas “Eu votei a favor por causa da grande responsabilidade que tem os policiais e os bombeiros. Atualmente, a segurança pública é o maior problema nacional, apontada
em todas as pesquisas de opinião pública como a questão que mais aflige o brasileiro.
 
Com uma polícia bem remunerada, vamos combater a corrupção e dar melhores condições a quem arrisca sua vida para assegurar a integridade das demais pessoas”,
afirmou Dagoberto após votação. Por ser o líder do partido na Câmara dos D eputados, Dagoberto representou o voto de 23 parlamentares do PDT.