Lessa comenta afastamento de Renan

O ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) considerou acertada a decisão do senador Renan Calheiros de se licenciar da presidência do Senado por 45 dias. Lessa disse que a presença de Renan na presidência da Casa não contrariava apenas à oposição, mas também ao governo, lembrando que o projeto que prorroga a cobrança da CPMF não passaria caso ele continuasse no cargo.

“Eu não estou no olho do furacão, mas o gesto foi simpático, porque, de certa forma, quebra o impasse que estava existindo. O próprio Mercadante (Aloísio, senador do PT) deu essa sugestão, ou seja, sugeriu a Renan que se licenciasse. Não sei se é tarde ou não, porque, já disse, não estou no olho do furacão. Mas, o certo é que o Renan já estava sem base de apoio”, completou o ex-governador.

Solidariedade

Logo no ínicio da crise, que culminou com o pedido de licença da presidência do Senado Federal, Lessa afirma que se encontrou com Calheiros, durante uma cerimônia do Palácio do Planalto. “Cumprimentei-o e reforcei que estava torcendo pelo fim desse episódio”, relembrou.

Com Tudo na hora

site PDT AL