‘Impeachment é atentado à Democracia’, afirma Lupi em São Paulo

OM - Ascom PDT/El

De quinta-feira (12) a sábado (14), o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, percorre vários municípios de São Paulo para lançar oficialmente a candidatura de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores da região. O primeiro compromisso, na quinta à noite, foi na cidade de Salto, em um encontro com a imprensa, lideranças e pré-candidatos a vereador.  

Na sexta-feira Lupi participou de um café da manhã com a imprensa e lideranças do município de Jandira, onde anunciou a candidatura do vereador Julinho a prefeito. Durante o ato, Lupi falou dos seus 36 anos de PDT – único partido de sua vida e o qual ele ajudou a fundar –, de sua deferência à Brizola, seu mentor, e do atual momento da política nacional.

“Eu vi naquele homem [Leonel Brizola] uma referência de poucos como ele, de que se deve fazer política com coerência, com lealdade e com amor ao povo”, disse Lupi.

Impeachment

Lupi em Salto-SPDe acordo com o presidente, o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, cuja admissibilidade foi aprovada na última quarta-feira (11) pelo Senado, é um atentando à democracia e torna o atual momento vivido pelo país doloroso e grave.

“Nós estamos vendo ser rasgada a Constituição brasileira. Ninguém, nenhum cidadão desse país, por mais inteligente que seja, por mais douto que possa ser, por mais cursos que tenha, pode impedir o sufrágio popular de ser respeitado”, afirmou Lupi, chamando a atenção para o grave momento pelo qual atravessa o Brasil.

“Não podemos esquecer que a democracia é uma conquista; não de um grupo político, não de um partido político, mas da sociedade. O pior dos governos é melhor do que qualquer ditadura”, afirmou.

O presidente lembrou aos presentes de que a ditadura imposta pelos militares ao Brasil castrava a liberdade de expressão, punindo severamente qualquer um que se manifestasse contra o regime com prisões arbitrárias, torturas e com o exílio do país.

“Muita gente não quer trabalhar com a memória, mas um povo sem memória não tem direito a um bom futuro”, asseverou.

Lupi ressaltou ainda, que o PT tem sofrido uma campanha difamatória e degradante, que tenta macular todas as conquistas trazidas pelo governo do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, como a valorização do salário mínimo e os programas sociais, que têm atendido a mais de 30 milhões de famílias carentes do país.

“Eu sou PDT, mas eu não posso abandonar um companheiro de luta, porque hoje se condena sem se dar direito de defesa. As pessoas se esquecem de que o Lula que ascendeu à Presidência da República mudou a face do Brasil para o mundo. E as pessoas só se lembram do mal feito, só lembram dos erros…”, lamentou.

Lupi no município PaulistaAinda no período matutino, juntamente com o vereador Zé Amiguinho, Lupi se reuniu com lideranças e a imprensa local. À tarde, o presidente participou de uma coletiva de imprensa na cidade de Carapicuíba para o lançamento oficial da candidatura da vereadora Professora Sônia para prefeita.

Posteriormente, em uma coletiva de imprensa, na cidade de Francisco Morato, lançou a candidatura oficial do vereador Professor Hélio para prefeito, na presença de lideranças e outros pré-candidatos a vereadores.

Em Valinhos, Lupi lançou a candidatura a prefeito de Alexandre Toneti e, em Hortolândia, participou de um encontro do PDT da cidade de com o deputado Ângelo Perugini.

Neste sábado, em Araras, o presidente Carlos Lupi participa do lançamento oficial da candidatura a prefeito do vereador Breno, das 10 às 12h, na Câmara Municipal. Finalizando a caravana, o presidente Carlos Lupi almoça com lideranças, imprensa e pré-candidatos a vereador, juntamente com Dr. Hélio.