Governo do Maranhão atua para melhorar a Educação Básica

    O Governo do Estado está envolvendo os prefeitos e secretários municipais de Educação no debate sobre estratégias para a melhoria do ensino básico no Estado, ação que conta com o apoio do governo federal e que deve servir de modelo para outros Estados brasileiros. Dentro desse propósito foi aberto na segunda-feira (05), pelo governador em exercício, Luis Porto, o Seminário Estadual Compromisso Todos pela Educação. O compromisso é um plano de meta voltado para elevação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e sugere a adoção de um conjunto de diretrizes que resultem
na melhoria da qualidade da educação pública. 

Participaram da abertura do evento os secretários Lourenço Viera da Silva (Educação), Wilson Carvalho (Articulação Política), o reitor em exercício da Ufma, Antônio Oliveira, o presidente em exercício do Conselho Estadual de Educação, José Bastos, o presidente da Federação Maranhense dos Municípios, Cleomar Tema e a técnica de Planejamento do Ministério da Educação (FNDE), Donizete Teles Nogueira.
“Acredito que é este tipo de ação articulada que pode fazer uma mudança radical na educação. O Estado está fazendo o seu papel, trazendo os municípios e oferecendo treinamento para que cada município tenha acesso aos recursos federais e consequentemente saiba aplicá-los da melhor maneira possível para que aconteça essa mudança tão urgente que o Maranhão precisa”, observou o governador em exercício.
“Jackson Lago tem esse compromisso e história em trabalhar nessa área. No final desse governo vamos celebrar os avanços”, completou Luis Porto.
O trabalho que está sendo realizado pelo governo do Maranhão, com a integração dos municípios, deve servir de modelo para outros Estados, segundo Donizete Teles. “Em reunião, em Brasília, já havíamos percebido o interesse do governo do Maranhão de fazer essa articulação, em trabalhar muito próximo dos municípios, e também fazendo a conjugação entre as instituições que fazem educação. E agora chegando aqui a gente ver o resultado desse interesse dessa busca do Estado de trabalhar na mesma linha do Ministério da Educação e isso deve servir de modelo para todo o país”. 

“Se os governos estaduais e municipais não tiverem essa preocupação de se juntarem nesse momento, talvez a gente não tenha o sucesso que a gente espera para o aluno. O nosso interesse em tudo isso é fazer com que as ações do Ministério da Educação, das secretarias de Estado e municipais cheguem realmente até o aluno na sala de aula”, completou Donizete

Governo do Estado