Fundação do PDT capacita índios Xavantes com curso de formação política

Por Elizângela Isaque25/04/2017

Foi no meio da floresta, em um local sagrado para a etnia Xavante do Mato Grosso que, no último sábado (22), mais de 50 guerreiros da aldeia Hu-hi, localizada na reserva São Marcos, receberam o curso de formação política da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini. Coordenada em parceira com o Movimento Indígena do PDT, a aula foi solicitada pelos próprios nativos, dentre eles, Onésimo Uné Tserewaririwe, filho do ex-deputado pedetista Cacique Mário Juruna, primeiro e único índio a se tornar um parlamentar no Brasil.

Dois dias antes, mais especificamente no Dia do índio (19), outro grupo Xavante recebeu, pelas mãos do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, seus certificados de participação do curso de formação política realizado em setembro do ano passado. Dessa vez  foram os guerreiros da comunidade, com representantes de cinco aldeias, que tiveram a oportunidade de aprender sobre o processo político do País.

“Essa formação política é muito importante para valorizar a nossa participação na política e identificar os nossos aliados e adversários no meio político”, explica o xavante Rafael Weree, presidente do Movimento Indígena do PDT e neto de Juruna.

“Eles desejam entender a política para participar diretamente do processo político. Não querem mais deixar ao intermédio de outras pessoas a defesa da causa indígena, mas torná-la uma luta do próprio indígena”, reforça Leonardo Zumpichiatti, que dividiu as ministrações com Weree e com o também xavante e professor de formação política da FLB-AP José Robrin.

“É um marco para o partido, porque uma das diretrizes do Movimento indígena do PDT é, justamente, politizar e preparar quadros junto às populações indígenas do País. A expectativa é que eles não só participem do movimento, como venham a lançar candidaturas próprias para defender seus interesses e, quem sabe, termos outros tantos jurunas”, destacou Zumpichiatti.