Ética e Ótica

Acontece por alguns meses o bombardeio da Comissão de Ética Pública do governo sobre o atual Presidente do PDT e Ministro do Trabalho do governo Lula, Carlos Lupi. Descobriram eles, agora na figura de um ex-ministro de eras não éticas e de expropriações, que há incompatibilidade de ocupação desses cargos porque haveria sérios conflitos de interesses…Ah! Então só o presidente pode ter desvios de conduta!!! A ética desses se baseia e se firma no famoso “ me engane que eu gosto”. E se, por ventura, o Ministro licenciar-se da Presidência do Partido estará tudo bem? Nós fingiremos que acreditamos e, daquele momento em diante ele deixaria de ser partidário…deixaria de sentir os mesmos sentimentos que o fizeram político até hoje? Isso é a mais pura das mentiras…Já ouviu falar de mentira pura? Pois é, elas são sempre fabricadas pelos “puros de agora” que sentados sobre os rabos do passado se metem a ditar regras do futuro. Estão eles sempre julgando outros pelos seus critérios pessoais de risco.

Senhores, o Ministro Lupi foi escolhido pelo Presidente Lula, apoiado por toda bancada (deputados e senadores do PDT) e todo diretório do partido. O PDT não escolheu o cargo, não indicou o nome e não pressionou o governo, enfim, o PDT sempre foi e sempre será transparente na sua conduta. Agora vamos defender esse cargo, esse nome e nossas crenças. Todos sabem que defendemos posições claras relativas ao Trabalhismo , Educação, Soberania Nacional, Direitos Humanos, Previdência, etc. Ou não sabem? Não usem subterfúgio do sofisma. Isso que querem não é ética, é sim ótica ditada pela economia. Apertem-nos pelas nossas possíveis incoerências no exercício de nossas funções. Não nos prejulguem. O que se esperava colocando um trabalhista na função de Ministro do Trabalho? Que ele continuasse a defender os interesses dos poderosos? Que ele esquecesse toda sua história? Que ele se deslumbrasse com o poder? Se esperavam por isso entendemos porque tanto querem nos tirar. E se querem, terão que fazer pela via direta, sem malandragens.

Nós vamos sim, exercer com clareza e transparência os nossos princípios partidários, e devemos fazer isso com pessoas que pensem como nós. Nós não precisamos ser decifrados. Nós vamos brigar pela Educação, Treinamento e Qualificação dos Trabalhadores Brasileiros, sim. Nós vamos continuar combatendo esse sistema escravocrata disfarçado, sim. Nós vamos fortalecer o sindicalismo, sim. Nós vamos avisar ao trabalhador que ele tem direito ao seu PIS anual, sim (não vai ficar lá engordando banco, não). Nós vamos garantir os direitos trabalhistas, sim. Nós vamos lutar pelos direitos dos aposentados, sim. Nós é que somos os modernos nesse jogo…nós é que fugimos do sistema escravocrata. Nós sabemos, e todos sabem, que estamos dispostos a discutir a modernização das relações trabalhistas e até dotá-la de ferramentas atuais, por exemplo, em lugar da carteira de trabalho grande e de papel usar cartão digital, prático e definitivo.

Senhores jornalistas, não transformem o LUPI na flor do recesso, procurem outra flor para regar para não ter a dor de arrepender. Controlem-no, avaliem-no , mas não prejulguem, não escolham lado sem pensar. E antes de decidir vejam como SEMPRE foram escolhidos os ministros no Brasil e digam o que vocês sabiam do que se passava na alma de muitos deles que, não sendo representantes partidários, não sofreram ou sofrem esse tipo de preconceito. Preconceito sim! De origem, de ideal, de caráter, de firmeza, de destemor, de amor ao povo brasileiro. A nossa história sempre nos colocou ao lado dos interesses do povo brasileiro. Nossas causas sempre acabaram se mostrando as melhores causas porque tem a sintonia com a força do poder originário. Origem essa que não pode em hipótese alguma ser abusada na sua confiança por quem quer que seja.
Presidente Lula, nós estamos com o LUPI.
Comissão de Ética, deixe o homem trabalhar!

 Mário Heringer, Dep. Federal PDT-MG