Em Brasília, Roberto Cláudio trata de projetos turísticos e culturais de Fortaleza

Secom prefeitura de Fortaleza11/01/2017

O prefeito Roberto Claudio (PDT-CE) teve audiência, nesta quarta-feira (11), em Brasília, em três ministérios e no Palácio  do Planalto. No Ministério do Turismo, o prefeito Roberto Claudio esteve acompanhado do secretário de Turismo de Fortaleza, Alexandre Pereira, e foi recebido pelo diretor de Infraestrutura do MTur, Felipe Mota, quando tratou do Projeto de revitalização do Morro Santa Terezinha, projeto que deverá ser entregue em julho deste ano.

Outro ponto da pauta foi o projeto de requalificação de corredores turísticos como o da Avenida Vicente de Castro, obra que está em andamento como também a nova Avenida Beira Mar, além de projetos que buscam estabelecer polos gastronômicos em áreas da Capital, como o Mercado dos Pinhões, tema que também esteve na pauta durante audiência com o ministro da Cultura, Roberto Freire.
Acompanhado dos secretários Alexandre Pereira, do Turismo, e Evaldo Lima, da Cultura, Roberto Claudio destacou a determinação de governo de que as duas pastas atuem conjuntamente para dinamizar as ações de cultura e de turismo como elementos indutores do desenvolvimento econômico de Fortaleza. “Temos elementos culturais que sintetizam muito bem a nossa história que podem estar muito bem combinados com os projetos turísticos, gerando oportunidades e renda para a nossa gente”, afirmou o prefeito que também compartilhou com o Ministro da Cultura informações sobre as obras de restauro do Teatro São José.
No Palácio do Planalto, o prefeito foi recebido em audiência pela Secretária de Governo da Presidência da República, Ivani Santos, com quem tratou de processos de financiamento internacional. Na quarta agenda do dia, o prefeito Roberto Claudio teve audiência na Secretaria do Tesouro Nacional, onde tratou de novos financiamentos internacionais.
“Fortaleza goza de uma invejável capacidade de captar financiamentos de organismos internacionais porque tem trabalhado com responsabilidade no seu endividamento externo, motivo que nos permite pensar em novos projetos que qualifiquem ainda mais a nossa cidade na atração de investimentos e mais atividade da industria do turismo”, concluiu.