Congresso comemora Dia Internacional de Combate à LGBTfobia

Por Elizângela Isaque17/05/2017

Para celebrar o Dia Internacional de Combate à LGBTfobia , comemorado nesta quarta-feira (17), a Câmara dos Deputados realizou hoje vários encontros para debater o tema. O PDT Diversidade marcou presença neste primeiro dia com a sua presidente nacional, Amanda Anderson. Amanhã é a vez do Senado, com o Seminário de combate à LGBTfobia, às 9h.

No início da manhã de hoje, parlamentares e lideranças LGBTs participaram de um café da manhã no auditório Freitas Nobre. Nesse encontro, os deputados assinaram um termo de compromisso de colaboração com a causa. Mais tarde, uma audiência pública debateu o tema.

No início da tarde, foi a vez do tema “Crimes de ódio contra LGBTI” ser discutido em outra audiência pública, realizada pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias. Na ocasião, foi feita uma homenagem a Renildo José dos Santos – vereador de coqueiro Seco, no interior de Alagoas. Homossexual assumido, ele foi assassinado brutalmente, em 1993, aos 29 anos, depois de sofrer várias ameaças, todas ignoradas pela polícia do município.

As homenagens do dia se encerraram com a exibição do documentário “Entre homens de Bem”, às 18h, finalizado com um debate entre parlamentares, as lideranças LGBTs, a filósofa Márcia Tiburi e os diretores do filme, Caio Cavechini e Carlo Julinano Barros.

Para Amanda Anderson, todos os encontros foram significativos para a causa, sobretudo no que diz respeito à conscientização por parte dos parlamentares. Mas, segundo a pedetista, embora hoje se comemore a “despatologização” da homossexualidade, promulgada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 17 de maio de 1990, o público transexual ainda luta para que a transexualidade também deixe de ser considerada uma doença pela OMS.

“Nós da população trans não temos muito que comemorar, porque a transexualidade ainda é considerada uma doença”, afirma Amanda.

No Senado, a comemoração da data acontece nesta quinta-feira (18), com a realização do Seminário de Combate à LGBTfobia, às 9h.