Comissão aprova reconhecimento de diploma cubano


A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN) da Câmara dos Deputados, presidida pelo deputado Vieira da Cunha (PDT-RS), aprovou, nesta quarta-feira (12), a Mensagem nº 22/07 – do Poder Executivo – que submete à apreciação do Congresso Nacional o texto do Ajuste Complementar ao Acordo de Cooperação Cultural e Educacional entre o Governo do Brasil e o de Cuba para o reconhecimento de títulos de Medicina expedidos naquele país, celebrado em Havana, em 15 de setembro de 2006. A aprovação da mensagem pela comissão abre caminho para a regularização da situação profissional de centenas de jovens médicos brasileiros formados em Cuba. “Esperamos que, agora, a matéria tenha uma tramitação rápida e que seja finalmente aprovada pelo Plenário, a fim de que essa situação seja definitivamente resolvida”, declarou Vieira.

O presidente da CREDN ressaltou que Cuba tem um dos melhores sistemas de saúde pública de todo o mundo e, mesmo com as dificuldades econômicas que o país vive, ostenta o segundo menor índice de mortalidade infantil do planeta. Para Vieira, esse quadro favorável é fruto exatamente dos avanços que Cuba alcançou na área da saúde pública. “Portanto, tem todas as condições de formar excelentes profissionais”, acrescentou. Na avaliação do deputado, os médicos brasileiros formados em Cuba estão habilitados para exercer as suas atividades no Brasil. Conforme Vieira, eles suprirão uma grande lacuna existente no País. “Em locais onde há carência de profissionais de medicina, principalmente beneficiando a população pobre”, completou.

Assessoria Dep.Vieira da Cunha