Com Lupi, PDT do Maranhão exalta Ciro Gomes e Weverton Rocha para 2018

Por Elizângela Isaque02/12/2017

Centenas de militantes e lideranças pedetistas, dentre eles o presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, fizeram uma grande festa na Convenção Estadual e Municipal do PDT do Maranhão, realizada nesse sábado (2), com a presença de representantes de vários partidos. Ovacionado, Ciro Gomes foi, mais uma vez, aclamado pré-candidato à Presidência da República, enaltecido, inclusive, pelo governador Flávio Dino (PC do B), que também declarou apoio irrestrito ao deputado federal Weverton Rocha, pré-candidato ao Senado.

Emocionado, Lupi instigou a militância a compreender a importância do protagonismo político na promoção de uma sociedade mais justa, e reverenciou o legado de Neiva Moreira e Jackson Lago que, de acordo com o presidente, iniciaram o atual progresso social e econômico em que se encontra o estado do Maranhão.

“A política é o único instrumento de transformação da sociedade. Só a participação de cada um, só vocês sendo protagonistas, só vocês entrando no partido e tomando esse partido com as mãos, podem fazer a verdadeira revolução que a nação e o estado do Maranhão necessitam”, disse Lupi, que também elogiou a gestão de Flávio Dino, o desempenho de Weverton Rocha e reafirmou a pré-candidatura de Ciro Gomes.

Ciro instigou os militantes a compreenderem que, além de festejar a identidade do PDT, “o sentido moral e superior” da Convenção pedetista é o de se fazer uma reflexão acerca do atual estado de humilhação e de sofrimento pelo qual atravessa o povo brasileiro, sobretudo devido ao retrocesso promovido pelo governo de Michel Temer.

“Não é possível deixar de lembrar que, neste momento em que nós estamos reunidos, mais de três milhões de brasileiro estão desempregados. Mais de dez milhões de brasileiros estão sendo empurrados como biscates, na informalidade, se virando nas ruas, sendo humilhados, perseguidos, para tentar levar alguma coisa para casa”, lamentou o presidenciável.

Ciro classificou Temer como “malfeitor”, por sacrificar a população mais pobre, em detrimento dos interesses das grandes multinacionais. “Um trilhão de reais foram dados, anteontem, por essa gente que nos governa, às multinacionais do petróleo”, denunciou Ciro, ao convocar os maranhenses a lutarem pela continuidade da política que tem feito de seu estado um exemplo para o País.

Exaltado por todas as lideranças presentes no encontro, Weverton Rocha prometeu que, no Senado, dará continuidade ao seu posicionamento firme mantido na Câmara Federal, em relação às decisões do PDT, e garantiu empenho na campanha de Ciro para presidente.

“Ciro, vá o rodar o Brasil, que aqui no Maranhão você tem um soldado para lutar pelo seu nome”, declarou o deputado.