Ciro Gomes defende a importância da agricultura nacional em Belo Horizonte (MG)

FLB-AP09/11/2017

“Eu vou ajudar Minas Gerais, pois esse estado sempre ajudou o Brasil”, afirmou Ciro Gomes, ao propor a recuperação econômica do país partir de um amplo debate nacional. A declaração foi feita hoje (8) na palestra realizada em Belo Horizonte (MG), durante o 2º Encontro de Técnicos Agrícolas de Minas Gerais, que ocorreu na sede da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado Minas Gerais (EMATER-MG).

Acompanhado do secretário-geral do PDT e presidente da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP), Manoel Dias, Ciro mostrou que o agronegócio deve conviver bem com a agricultura familiar e não deve ser apontado como um ponto negativo generalizado. “A agricultura contribui com o país. A prática criminosa, em qualquer área, é que deve ser combatida”, disse.

Ao remeter ao mercado financeiro, Ciro disse que a oligarquia vestiu o perfil rentista e o cidadão precisa entender o mecanismo econômico, pois gera impacto no seu dia a dia”. “A gente não compra dólar, mas come pão. O Brasil precisa comprar trigo no exterior. Se a demanda cresce, sobe o valor da moeda e, consequentemente, o preço para o brasileiro na padaria”, explicou, indicando outros exemplos: “Cerca de 80% dos componentes dos remédios e carros também chegam de fora”.

Combate

Sobre o governo Dilma, ele ponderou o contexto dos mandatos: “Ocorreu a desvalorização do câmbio. Isso gerou um desequilíbrio, com a queda do crédito e até do salário mínimo, mas remédio para governo ruim nao é impeachment”, alertou, ao completar: “Se houve um golpe, não podemos pactuar com golpistas. Precisamos exterminá-los da politica”.

O pedetista lembrou ainda que a população está preocupada com a saúde, segurança, emprego, bem como chocado com a corrupção, mas existe o indevido desvio de foco. “Temário moral e religioso é colocado como pauta principal por quem não tem moral para isso. O campo progressista não pode aceitar isso, mas precisa ter plena sabedoria para lidar com assuntos como os direitos humanos”, colocou, ao citar a presença das demais lideranças do PDT, incluindo a secretária-geral do partido no estado, Sírley Soalheiro.

Roteiro

À noite, o pedetista segue para o campus Pampulha da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), na capital, onde dialogará sobre o desenvolvimento do Brasil com estudantes e acadêmicos de todo estado.

Amanhã, segue para a Faculdade de Direito da UFMG, no Centro da capital mineira, para participar do I Seminário de Ciências do Estado, que discutirá o desenvolvimento de pesquisas científicas dentro do curso de Ciências do Estado.