Ciro afirma que Minas Gerais é fundamental para governar o Brasil

FLB-AP/Bruno Ribeiro28/08/2017

“Nós, do Trabalhismo, temos a resposta para unir o Brasil”, afirmou o ex-governador do Ceará e pré-candidato a presidente da República pelo PDT, Ciro Gomes, ao participar da abertura convenção municipal do PDT em Belo Horizonte (MG). O encontro, que reuniu centenas de lideranças e militantes na Câmara de Vereadores e definiu a nova direção local, contou com as presenças dos presidentes nacional e estadual da sigla, Carlos Lupi e Mario Heringer, respectivamente.

“Eu sou Getúlio, sou Brizola”, entoavam os pedetistas na chegada de Ciro. Diante de um plenário lotado, o ex-governador, ao falar do futuro político, mostrou que está preparado. “Eu enfrentarei a disputa com revolta, gana e motivação, pois quero implementar um novo projeto de desenvolvimento”, garantiu, exaltando a importância da gestão com mulheres. “Fui prefeito e governador e 50% do secretariado era composto por mulheres”.

“Nós precisamos lembrar, todo dia, que o Brasil amanheceu hoje com 14 milhões de desempregados. É a situação hostil da ‘casa grande’, representada pela burguesia. As minorias podem subverter as teorias da supressão. Os mineiros são ótimos exemplos disso”, completou.

Ao analisar as contas nacionais, Ciro lembrou que já projetava a ampliação da crise fiscal do governo. “Vão produzir um deficit de 170 bilhões neste ano. A Eletrobrás vale só 20. Porém os gastos exacerbados continuam sem controle”, criticou. “Por que tem déficit? Na calada da noite eles criaram a DRU, desvinculação da receita da União que tirou 30% dos aposentados para pagar a dívida pública”, completou, ao parabenizar o novo presidente municipal da sigla, o ex-vereador Bruno Miranda.

Para Lupi, o partido sempre lutará pela evolução do povo através do acesso ao conhecimento. “Só a educação liberta. Nesse quadro, a politica surge como o instrumento para fazer uma sociedade mais fraterna e igual”, indicou.

“Da massa, Ciro revive o legado e força de Leonel Brizola. Com ele, nós sonhamos com o pé no chão”, acrescentou, reforçando que o PDT está forte na disputa nacional.

Sobre Michel Temer, Lupi foi enfático: “É o vampiro do sangue brasileiro. Chega dessa situação. O meu compromisso desse partido é com o povo e a verdade”, concluiu.

Segundo Mario Heringer, que também é deputado federal, existe um momento de evolução no PDT ao lado do Ciro Gomes e Carlos Lupi e isso resultará em novos sucessos no estado. “O que nós queremos é melhorar a vida do nosso povo. É pelo Brasil. Vamos passar por cima da demagogia para construir o país que queremos”, garantiu. “De Belo Horizonte, vamos capilarizar a pré-candidatura do Ciro. Ele é o homem mais preparado para representar uma sigla que tem história”, acrescentou.

O evento contou as presenças do deputado federal, Subtenente Gonzaga, dos deputados estaduais Alencar Junior, do vereador Ivayr Soalheiro, da ex-deputado federal, Luzia Ferreira, do ex-prefeito da capital, Marcio Lacerda, da secretária-geral do PDT em Minas, Sírley Soalheiro, do vice-presidente local da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini, além de representantes dos diretórios da região metropolitana.

Na sequência, os pedetistas seguiram para Governador Valadares para prestigiar a eleição da nova direção municipal da sigla. No domingo, a foi a vez de Montes Claros, onde foram recebidos pela militância de toda a região norte e, assim, encerrarão a série de agendas pelo estado.