Carta de Indaiatuba

Considerando a história democrática de lutas do PDT em defesa do trabalhismo;

Considerando que entre os dias 18 e 20 de abril de 2008 será realizado o IV Congresso Nacional do Partido em Brasília e a necessidade eminente de ensejar o debate e a tomada de posicionamento político-ideológico de cada órgão partidário;

Considerando o momento de crescimento político do PDT-SP, com fortalecimento de suas bases municipais de forma jamais vista em território bandeirante;

Considerando a grande liderança política que a Direção Nacional do PDT vem exercendo no Partido, em especial na pessoa do Sr. Presidente, Ministro Carlos Lupi;

Considerando que o Partido se mantém fiel às lutas de Leonel Brizola e – mesmo após seu falecimento – não abandonou o “fio da história”, permanecendo como firme condutor do projeto Brasil trabalhista.

O PDT-SP promove um grande debate político envolvendo sua militância em todo o Estado, na cidade de Indaiatuba, exemplo de gestão pedetista de qualidade, objetivando a reafirmação das diretrizes políticas do Partido, firmando o seguinte documento:




CARTA DE INDAIATUBA

O PDT-SP reafirma seu compromisso político com as bandeiras trabalhistas e nacionalistas, na luta pela soberania e desenvolvimento do País, pela emancipação do povo brasileiro e pelos direitos e conquistas do trabalho, visando uma sociedade mais justa.

O PDT-SP defende a educação em tempo integral, plenamente democratizada e de qualidade, como elemento prioritário na emancipação social do povo brasileiro.

O PDT-SP é comprometido com a dignidade do trabalhador, firmando-se como defensor das conquistas sociais e das políticas públicas de geração de emprego e renda.

O PDT-SP mantém rígidos seus princípios éticos, morais e ideológicos, pautando sua referência política na figura sempre viva de seu líder-maior, Leonel Brizola.

O PDT-SP apóia a Direção Nacional, em especial o Presidente Nacional Ministro Carlos Lupi, pela forma pujante com que mantém a condução do Partido sem tergiversar de seu objetivo histórico da luta brizolista em defesa do povo brasileiro e pela honradez com que representa legitimamente os trabalhadores brasileiros, à frente do Ministério do Trabalho e Emprego.

Com isto, nós, pedetistas, comprometidos com nossas lutas históricas, subscrevemos o presente documento.


Indaiatuba, 1º de dezembro de 2007.

Ascom PDT