Carreata percorre bairros de São Luís em apoio a Jackson

Uma extensa carreata, organizada pelo Comitê em Defesa da Democracia no Maranhão, saiu pelas principais avenidas de São Luís, na manhã deste domingo (01), para manifestar apoio ao governador Jackson Lago, vítima de processo movido pelo grupo Sarney que tenta tirar-lhe o mandato. O movimento é formado por entidades do campo e da cidade e pelos partidos que compõem a Frente de Libertação (PDT, PPS, PT, PSDB, PSB, PCdoB, PRB e PMN).

Com bandeiras do Maranhão e buzinaços, a carreata passou pelos bairros da Camboa, Liberdade, Apeadouro, João Paulo, Filipinho, Outeiro da Cruz, Anil, Pingão, retorno da Forquilha, Cohatrac, Cohab, Cohama, Cohajap, Barramar e Avenida Litorânea. Mensagens nos carros de sons alertavam para a ameaça que ronda o Estado através do processo que pede a cassação do mandato de Jackson.

Desta vez, a segunda carreata pela democracia foi seguida por centenas de motoqueiros e de motoristas que aderiram expontaneamente ao movimento. Houve ainda panfletagem no retorno da Forquilha com material que esclarece o processo e o momento de ameaça pelo qual passa o Maranhão.

A manifestação contou com o apoio de deputados estaduais, prefeitos e das igrejas. Graça Paz (PDT) representou o Legislativo; Deoclidos Macedo (PDT), os prefeitos do Maranhão e o ex-vereador Batista Botelho, os movimentos religiosos.

Agenda de mobilização – No sábado (28), o Comitê em Defesa da Democracia no Maranhão reuniu-se, na sede do PDT, e definiu uma agenda de mobilizações para esta semana por conta do julgamento do processo contra Jackson, que deve ser julgado na próxima terça-feira (03). O movimento reiniciou com a carreata e a panfletagem no retorno da Forquilha neste domingo (01).

Nesta segunda-feira (02), haverá a “Tribuna Livre – Vale Protestar”, às 16h, no Canto da Viração, Centro de São Luís. A mobilização vai contar com representantes dos partidos que formam a Frente de Libertação e com vários movimentos ligados às siglas.

Logo após a “Tribuna Livre”, será realizado um ato público em frente ao Palácio dos Leões, às 18h, que contará com as presenças do deputado federal Brizola Neto, do ex-ministro de Ciência e Tecnologia do governo Lula, Roberto Amaral, de líderes políticos como Freitas Diniz, Haroldo Sabóia, Manoel da Conceição, prefeitos, parlamentares federais e estaduais e representantes de movimentos sociais.

Na terça-feira (03), dia do julgamento, às 15h, haverá uma caminhada, que sairá da Praça Deodoro em direção ao Palácio dos Leões. As lideranças se unirão ao movimento “Balaiada”, que estará instalado em frente à sede do governo, mais uma vez, em sinal de vigília contra a cassação do mandato de Jackson e a favor da democracia.