Carlos Eduardo lança sistema integrado antidrogas em Natal

Ascom Prefeitura do Natal

A cidade do Natal (RN) deu mais um passo importante no combate às drogas com a implantação do Sistema Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas (Sismud), lançado pelo prefeito reeleito, Carlo Eduardo Alves, nessa terça-feira (1º). As ações serão realizadas de forma integrada, com iniciativas nas áreas da educação, saúde, assistência social, esporte, segurança pública, defesa social e políticas públicas para as mulheres, entre outras.

“Hoje estamos dando mais uma contribuição substancial para o combate dessa mazela social que atinge a nossa sociedade: as drogas. Estamos enfrentando esse problema, que não pode ser maior que a nossa sociedade. O Sismud amplia e integra as nossas frentes de trabalho para coibir ao máximo o avanço do uso de entorpecentes na nossa cidade”, explicou Carlos Eduardo.

O Sismud, instituído em abril deste ano, a partir da Lei nº 6.604, tem a finalidade de articular, integrar, organizar e coordenar as atividades relacionadas à prevenção de uso abusivo de substâncias entorpecentes, à atenção e reinserção social de usuários e dependentes, bem como à repressão ao tráfico de drogas no âmbito de Natal.

Integração

As ações serão empreendidas de maneira integrada, envolvendo um leque de iniciativas que caberão nas competências das secretarias municipais de Governo (SMG), de Saúde (SMS), de Trabalho e Assistência Social (Semtas), de Esporte e Lazer (Sel), de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes), de Educação (SME), de Administração (Semad), de Planejamento (Sempla), e de Políticas para as Mulheres (Semul).

“Quero solicitar aos secretários toda a dedicação e esforço junto às demais áreas. Vamos investir em educação, saúde e projetos sociais. Vamos trazer a sociedade para vencermos esta batalha”, acrescentou o prefeito Carlos Eduardo.

“A Prefeitura do Natal já atuava no combate às drogas. Cada secretaria tinha seus projetos e ações. A partir de agora, com o Sismud, elas vão trabalhar integradas na realização dessas políticas”, disse o titular da Semdes, Daniel Bandeira.

Saiba mais.