Carlos Eduardo lança ‘Agente Mirim de Trânsito’ para diminuir acidentes em Natal

Ascom Prefeitura de Natal

Lançamento-do-Projeto-Agente-Mirim-de-Trânsito---Foto-Joana-Lima-(72)-(1)O prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT-RN) implantou na capital potiguar o projeto Agente Mirim de Trânsito. A ideia é formar as crianças para o exercício da cidadania e da ética no trânsito, possibilitando a conscientização e a disseminação desses conhecimentos para um número cada vez maior de pessoas, por meio da interatividade entre as crianças, suas famílias e a comunidade para reduzir os números de acidentes na capital.

De acordo com o prefeito, a iniciativa visa promover a segurança individual e coletiva, ante os dados de que o trânsito é a principal causa da morte acidental de crianças até os 14 anos de idade no Brasil.

 “O nosso objetivo é diminuir essa estatística que indica um alto índice de morte de crianças no trânsito. Tudo é uma questão de educação. Devemos ter a capacidade de educar a presente geração, que fará no futuro uma sociedade melhor. Devia ser proibido criança morrer”, disse Carlos Eduardo.

Na prática, o projeto vai funcionar em parceria com escolas municipais e particulares. Uma equipe do Departamento de Educação da STTU vai orientar crianças de sete a 12 anos, e estas irão atuar como agentes multiplicadores em sua escola e em casa.

Mais de 100 alunos foram selecionados para agente mirim de trânsito. As escolas que até o momento aderiram ao projeto são as seguintes: Escola Municipal Ulisses de Góis, Êxito Colégio e Curso, Facex, Centro Educacional Dom Bosco, Escola Boa Ideia e o projeto Amana.

Para tanto, o projeto será dividido em três fases: a primeira vai preparar a criança para ser cidadã no trânsito e multiplicar o conhecimento adquirido; a segunda e terceira fases proporcionarão à criança uma compreensão maior sobre a função do agente mirim, participando inclusive de algumas vivências e experiências no trânsito que serão realizadas pela STTU, com foco na redução de acidentes e melhoria da segurança.

Depois da formatura, os alunos também poderão participar de eventos como blitzen educativas, palestras e outras atividades na escola em que estudam.