Carlos Eduardo homenageia mulheres com Medalha Nísia Floresta

Ascom Prefeitura de Natal08/03/2017

A Prefeitura do Natal e o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) realizou nesta quarta-feira (8), Dia Internacional da Mulher, a solenidade de entrega da Medalha de Honra ao Mérito Nísia Floresta a quatro mulheres que se destacaram com atuação nas políticas voltadas para a mulher. O prefeito de Natal Carlos Eduardo e a presidente do CMDM Ildete Mendes conduziram a solenidade, realizada no auditório do Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte.

O evento foi aberto com as apresentações culturais do Grupo Fácil Estendido, do cantor potiguar Carlinhos Zens e da cordelista Sírlia Lima. Na ocasião, estiveram presentes a primeira dama e secretária municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, Andréa Alves Ramalho, secretários, representantes da Ordem dos Advogados do Brasil seccional RN (OAB/RN) e a sociedade civil.

O prefeito Carlos Eduardo falou da importância da luta que as mulheres travam em busca de seus direitos e que é justo o nome da medalha se chamar Nísia Floresta, mulher precursora em defesa das mulheres.  “Nísia Floresta tem uma história única, nasceu na zona rural do Rio Grande do Norte, venceu todos os obstáculos e rompeu os limites do Brasil. Ela não pode nunca ser esquecida. Hoje as mulheres estão cada vez mais atuantes na luta pela liberdade, igualdade de gênero e pelos direitos iguais. Parabéns a todas as mulheres e as homenageadas, pois vocês representam a luta das mulheres, vocês são merecedoras de tal homenagem”, falou Carlos Eduardo.

Foram agraciadas com a medalha: Odinelha Silva Targino Bezerra, diretora do Museu de Cultura Popular Djalma Maranhão; a vereadora de Natal Júlia Arruda (PDT); a educadora social Marlene Silva de Freitas, ativista e militante feminista do GAMI – Grupo Afirmativo de Mulheres Independentes do RN; e Rosângela Silva do Nascimento, presidente da Colônia de Pescadores de Natal.

“Ofereço essa homenagem a todas as pescadoras que são mulheres guerreiras e sofridas, e que precisam de apoio”, falou emocionada Rosângela Silva do Nascimento.

“Parabenizo a todas as agraciadas, saibam que é uma honra para qualquer mulher receber esta homenagem por tudo que Nísia Floresta representou”, falou a presidente do Conselho dos Direitos da Mulher, que destacou também que apesar da data ser festiva, o momento ainda é de luta e de busca de direitos. “O Conselho continua trabalhando e avaliando as políticas públicas voltadas para as mulheres natalenses”.

Medalha Nísia Floresta

A Medalha Nísia Floresta foi instituída pelo Decreto 4.071, de 05 de março de 1990. É destinada à premiação simbólica às mulheres que, pela sua obra ou atividade, tenham contribuído para o desenvolvimento da cidade ou tenham se destacado em ações de interesse social, especialmente voltadas para as mulheres.

Nísia Floresta – educadora, escritora e poetisa – foi a primeira mulher brasileira a romper os limites entre os espaços públicos e privados, publicando textos em jornais, na época em que a imprensa nacional ainda engatinhava. A escritora analisava criticamente a situação em que viviam as mulheres brasileiras e denunciava as diferenças sociais da época.