Barbosa Neto (PDT) vai disputar 3º turno em Londrina

Londrina, a terceira maior cidade do Sul do Brasil, terá terceiro turno para decidir quem será seu futuro prefeito no próximo dia 29 de março e o deputado federal pedetista Barbosa Neto estará na disputa, juntamente com o deputado do PSDB Luiz Carlos Hauly.

Decisão neste sentido foi tomada na última terça-feira, 27 de janeiro, pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). A propaganda eleitoral no rádio e na tevê será veiculada entre os dias 14 e 26 de março.  O TRE-PR não aceitou a tentativa do deputado Hauly de ser proclamado vencedor devido a impugnação da vitória do primeiro colocado na eleição de outubro passado. A nova eleição deverá resultar em gasto extra de aproximadamente R$ 500 mil – verba que será provida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e estarão aptos a votar os eleitores que votaram no último pleito.

Os candidatos e partidos poderão fazer campanha nas ruas a partir da publicação da decisão do TRE, o que deve acontecer até esta sexta-feira (30). Não poderá haver mudança nas coligações entre os partidos, apenas apoios informais entre políticos.

A eleição do deputado estadual Antonio Belinati (PP) para prefeito de Londrina, em segundo turno, foi impugnada pela Justiça Eleitoral devido a rejeição de suas contas.  Acompanhando a sessão do TRE, o assessor de Hauly, Amauri Escudero, disse que se a resolução responder as dúvidas que ainda têm sobre o processo, Hauly não irá questionar e partirá para a disputa.

Barbosa Neto disse que está preparado para o novo embate. Já os advogados de Belinati pretendem contestar a nova eleição no TSE e, se preciso, no STF.

 Os dois virtuais candidatos à disputa, Luiz Carlos Hauly (PSDB) e Barbosa Neto (PDT), já fazem questão de aparecer em eventos sociais de público e mídia.  Barbosa tem se mostrado bem disposto a concorrer mais uma vez – os recentes encontros com correligionários que o digam. Em um desses eventos, semana passada, a comemoração era levada a lenços vermelhos amarrados no pesçoco, homenagem ao aniversário do líder morto do PDT, Leonel Brizola. Após a celebração, o grupo foi às ruas de Londrina. Populares cumprimentaram Barbosa, que nega estar em campanha.

 Já Hauly, para quem ‘é difícil’ realizar uma nova eleição sem o julgamento de Belinati no STF, o processo todo gera, no mínimo, ‘uma instabilidade emocional’. Para o tucano, que não descarta entrar novamente na disputa, a expectativa é para que o presidente do TRE, desembargador Jesus Sarrão, peça urgência na apreciação do recurso belinatista.

Fonte: Rede PDT e jornais