Barbosa apóia proposta para diminur casos de queimaduras

    BARBOSA NETO LUTA PARA PROTEGER CRIANÇAS DE QUEIMADURAS

Um requerimento para retirada de pauta adiou para a próxima quarta-feira a votação do projeto de lei (PL 692./2007) que restringe a comercialização do álcool em forma líquida para consumo doméstico, em detrimento da sua forma em gel. A matéria está em discussão na Comissão de Defesa do Consumidor, onde é relatada pelo Deputado Barbosa Neto (PDT – PR).

O deputado Fernando de Fabinho (DEM – BA) apresentou um voto em separado que pretende liberar a venda do álcool líquido para o consumidor, alegando que a proibição na venda não afetaria de maneira substancial a incidência de acidentes e que o álcool é necessário para a limpeza de residências.

O Deputado Barbosa Neto é totalmente favorável à proibição da comercialização de álcool líquido, como ocorre atualmente: “Existe uma vasta gama de produtos mais eficazes que o álcool na questão da limpeza. E não podemos esquecer que a maioria dos pacientes em alas de queimados nos hospitais é de crianças, vitimas da má utilização do álcool em sua forma líquida”, salientou Barbosa Neto.

Em meio a um acirrado debate, foi apresentado um requerimento de retirada de pauta, com o objetivo de um acordo entre os parlamentares . O requerimento não foi bem aceito por Barbosa Neto, que enfatiza: ” os relatórios são completamente opostos, um visa proteger o consumidor, principalmente as crianças e o outro insiste em manter a comercialização como está”.

Com três votos contrários (Deputado Barbosa Neto, Luiz Bassuma e Vinícius Carvalho), a matéria foi retirada de pauta e voltará a Comissão na sua próxima sessão ordinária .

www.barbosanetoparana.com.br

Assessoria dep.Barbosa Neto