AMT-DF realiza primeira Oficina Itinerante na Capital

Elizângela Isaque

Primeira Oficina Itinerante da AMT-DFMateriais como pneus e roupas velhas costumam ter como destino o lixo ou o abandono em locais inapropriados das cidades. Mas, se depender das Oficinas Itinerantes, iniciativa da Ação da Mulher Trabalhista do PDT-DF, centenas de famílias da capital podem fazer da reciclagem e reaproveitamento desses objetos uma importante fonte de renda e ate de lazer.

A primeira Oficina Itinerante foi realizada nesse domingo (18), na cidade satélite de São Sebastião, no Distrito Federal, com a participação das integrantes da Executiva do movimento feminino do PDT e membros do Movimento Negro e da JS-DF. No encontro, todas as mulheres presentes tiveram a oportunidade de aprender a produzir peças úteis e decorativas, a partir de pneus, sandálias de borrachas e roupas usadas, entre outras.

A aposentada Maria Auxiliadora, por exemplo, aprendeu a fazer das roupas velhas e inutilizáveis de sua casa elementos decorativos dos panos de copa com os quais pretende presentear amigas e familiares. “Não quero vender. Quero dar para alguma amiga algo que fiz com minhas próprias mãos e com muito carinho”, disse.

Na ocasião, todas participaram de sorteios dos itens confeccionados durante as oficinas, que foram prestigiadas pelas integrantes da Executiva da AMT-DF. Depois de um delicioso almoço, elas aprenderam a fazer sanduíches práticos, para serem comercializados como lanche para a escola e no trabalho.

As mulheres da comunidade também aprenderam com a pedetista Maristela Frechiane a transformar pneus gastos em lindas mesas de centro e puffs para diversos tipos de ambiente.  Flores decorativas, laços e tiaras para o cabelo também foram ensinadas nas oficinas. Elas também aprenderam a transformar as famosas sandálias de borracha em calçados ainda mais bonitos.

Eroídes Lessa ensina a fazer pano de copa na primeira Oficina Itinerante da AMT-DF“Que coisa maravilhosa!”. Elogiou a moradora Erotilde do Lago, para quem as oficinas podem, posteriormente, ser realizadas em ações beneficentes. “Estou encantada com o que pudemos aprender aqui. Essa pode ser uma importante fonte de renda para muitas mulheres aqui da cidade, além de uma forma de distração para aquelas que estão aposentadas”,

De acordo com Eroídes Lessa, presidente da AMT-DF e secretária-geral do PDT-DF, essa primeira Oficina Itinerante foi um termômetro importante para aferir o quanto essas ações são úteis para a comunidade. “Foi muito gratificante. Essa foi a primeira de muitas. A próxima já está marcada e já temos muitas outras ideias para serem executadas por meio dessa ação”, afirma Eroídes, que ministrou uma das oficinas mais elogiadas pelas participantes.