Ajuste fiscal da Prefeitura ajudou Curitiba a enfrentar crise mantendo serviços e investimentos

Ascom Gustavo Fruet

Ajuste fiscal da Prefeitura ajudou Município a enfrentar crise mantendo serviços e investimentosCuritiba (PR) passou por um ajuste fiscal promovido pela administração Gustavo Fruet entre 2013 e 2016, o que garantiu que a cidade enfrentasse a crise econômica e política mantendo os serviços e ampliando os investimentos em infraestrutura. Esse foi um dos temas da conversa na manhã dessa segunda-feira (5) do prefeito de Curitiba Gustavo Fruet, candidato à reeleição pela coligação Curitiba Segue em Frente.

Com empresários ligados ao Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Paraná (Seac-PR). O encontro foi conduzido pelo presidente da entidade, Adonai Aires de Arruda. Gustavo destacou o esforço econômico da Prefeitura para pagar R$ 570 milhões em dívidas de curto prazo da gestão de Luciano Ducci, principalmente com prestadores de serviços.

O prefeito agradeceu a oportunidade de ter uma conversa objetiva com o setor. “É bom termos esse diálogo mais próximo e representativo.” Em seguida, ele ressaltou o ajuste promovido pela gestão.

“Não vivemos uma situação caótica com a crise aqui. Não tivemos paralisações de serviços, não tivemos ‘pacotaço’, não tivemos desvios de conduta da Prefeitura. Somos a única capital cuja receita é maior parte de fonte própria: 55% das nossas receitas são do próprio Município e os outros 45% de repasses. Ao contrário de outras capitais, fizemos a lição de casa com uma auditoria, que gerou R$ 1 bilhão em economia. Eu deixo uma cidade mais equilibrada financeiramente.”

Clique aqui para ler a matéria completa.