Ação da Mulher Trabalhista do PDT manifesta apoio à Dilma Rousseff

Elizângela Isaque - Fotos: Acervo Dilma Rousseff18/06/2016

Sírley Soalheiro com Dilma Roussef - agosto de 2016.Na tarde dessa quarta-feira (18), a vice-presidente da Ação Mulher Trabalhista (AMT), Sírley Soalheiro, representou as mulheres do PDT em encontro de apoio à presidente afastada, Dilma Rousseff, contra o golpe. Mais de 50 mulheres, de vários movimentos sociais e partidos de esquerda, estiveram presentes na reunião, realizada no Palácio da Alvorada.

No encontro, Sírley, que também é presidente do PDT de Minas Gerais, representou a presidente nacional da AMT e vice-presidente nacional do PDT, Miguelina Vecchio, que cumpre agenda partidária em Angola.

O encontro durou cerca de três horas, nas quais, cada uma das mulheres presentes pôde manifestar seu e apoio à Dilma. “Estaremos contigo até o fim”, declararam.

“Levamos a nossa solidariedade e sacramentamos o “Não ao golpe” e dissemos que caminharemos juntas, até o último minuto, onde ela for e como ela quiser. Nós entendemos que além de um golpe, uma grande parte de machismo”, explica Sírley Soalheiro.

Sírley Soalheiro com Dilma Roussef - agosto de 2016A Marcha Mundial das mulheres (MMM), Marcha das Margaridas, o Centro Feminista de Estudos e Assessoria (CFEMEA) e movimentos LGBT estão entre as entidades que realizaram esse encontro para fortalecer a participação dos movimentos sociais e seu compromisso com a presidente afastada.

Dilma Rousseff, por sua vez, demonstrou gratidão pelo apoio recebido e foi taxativa quanto ao momento político que vive.

“Quando me olhar no espelho, vou ver as minhas rugas, mas nunca verei a traição e a covardia”, disse Dilma. “Eu vou ao Senado e falarei aos senhores senadores com o respeito que eles merecem. Em relação à conduta deles, não tenho nenhum temor”, concluiu.