PDT elege 344 prefeitos, 236 vice-prefeitos e 3.509 vereadores

 Ao eleger 344 prefeitos e 3.509 vereadores no primeiro turno das eleições municipais deste ano, totalizando 5.964.424 votos para os seus candidatos, o PDT mostrou a sua força como o 6º maior partido político brasileiro em total de votos e quinto em termos de crescimento – se comparado o resultado das eleições de 2004 com o resultado de 2008. Em 2004 o PDT elegeu 297 prefeitos e, este ano, elegeu 344 – um bom resultado, embora abaixo da expectativa.

Em todo o Brasil o PDT elegeu 236 vice-prefeitos e, também, 3.509 vereadores. Quanto aos prefeitos, em números redondos, o PMDB foi o partido que apresentou maior crescimento nessas eleições, elegeu  mais 149 prefeitos do que já tinha – totalizando agora 1.194 prefeituras sob seu controle. O PT veio logo atrás em termos de crescimento: elegeu mais 148 prefeitos do que na eleição passada, totalizando agora 548 prefeituras.

 O desempenho do PSB, elegendo mais 138 prefeitos , totalizando 309, foi o terceiro melhor da eleição de 2008; ficando o PDT com o quarto melhor desempenho na conquista de novas prefeituras: elegeu mais  47 prefeitos, totalizando agora  –  344 prefeituras sob seu comando.

Em termos relativos, o maior crescimento percentual desta eleição, em relação a 2004, foi o do PC do B. Passou de 10 prefeituras para 39, um crescimento de 290%.  O PSB também cresceu muito percentualmente: de 171 prefeitos em 2004, elegeu este ano 309 prefeitos – um crescimento de 80,70%. Já o PV também apresentou bom crescimento em números percentuais: de 55 prefeituras, passou para  77, um crescimento de 40%.

Os partidos que mais perderam prefeituras foram o PPS – caiu de 298 prefeituras eleitas em 2004 para apenas 132 (-55,70%); o DEM, que de 785 prefeitos eleitos em 2004 elegeu 494 este ano (-37,07%) e o PSDB, que elegeu 859 prefeitos em 2004 e 780 nestas eleições (-9,20%).

Nessas eleições, foram muitas as boas notícias para o PDT, como a eleição de dois netos de Leonel Brizola para o cargo de vereador. Leonel Brizola Neto, no Rio de Janeiro, e Juliana Brizola, sua irmã, por Porto Alegre, sendo a 6ª. mais bem votada da cidade.  No Rio Grande do Sul o PDT consolidou-se como a terceira força partidária do Estado, com várias vitórias importantes como as ocorridas em nos municípios de Passo Fundo, Santo Angelo, Ijuí, Osório, São Gabriel, São Borja, Itaqui e outros.

No Maranhão, o governador Jackson Lago fez um balanço positivo das eleições municipais no Estado, pouco antes do encerramento da apuração. Ele destacou o excelente desempenho dos partidos da “Frente de Libertação” – PDT, PT, PSDB, PSB, PMN, PRB e outros) que elegeram mais da metade dos prefeitos. “Esse êxito é formidável, pois é a reafirmação do que a população decidiu há dois anos, quando mudou a nossa realidade”, frisou Jackson.

No Maranhão o PDT, sozinho, elegeu 65 prefeitos – uma grande vitória em relação a 2004, ano em que o PDT só conseguiu eleger 7 prefeitos. “A avaliação positiva do governo tornou esse quadro possível – não tenho palavras para expressar a minha alegria por este voto de confiança que a população está dando ao PDT”, afirmou o governador Jackson Lago ao “Jornal Pequeno”, de São Luis.

No Paraná, outra boa notícia foi a eleição do deputado Edgar Bueno, do PDT, novo prefeito de Cascavel. Ele é um dos poucos deputados que se consagraram nas urnas. Foram derrotados Enio Verri (PT), em Maringá; Elton Welter (PT), em Toledo; Luiz Eduardo Cheida (PMDB), em Londrina; Dr. Batista (PMN), em Maringá; Reni Pereira (PSB), em Foz do Iguaçu; e Jocelito Canto (PTB), em Ponta Grossa.

Em Paranaguá, o prefito José Baka Filho (PDT) conseguiu ser reeleito com 39,17% dos votos, enquanto Mário Roque (PMDB) — que rompeu com o governador Roberto Requião durante a campanha — ficou com 29,56%. Em Matinhos, quem venceu também foi adversário do governador. Eduardo Moura (PDT) foi eleito com 59,30% dos votos, enquanto o segundo colocado, Xiquinho (PSDB) ficou com 35,98%.

Em Mato Grosso do Sul também foi muito bom o desempenho do PDT, segundo o presidente regional do partido, deputado estadual Ary Rigo, pela conquista das estratégicas prefeituras de Dourados, com Ari Artuzi, e de Paranaíba, com Zé Braquiara – ambos candidatos do PDT. Para Rigo, a vitória de Artuzi em Dourados mostra que “é hora de os grandes partidos fazerem uma reflexão” sobre os rumos da política em Mato Grosso do Sul. “Isso mostra uma insatisfação da população com o que está aí”, diz.