PDT divulga nota sobre o conflito entre policiais em SP

Nota à Imprensa

A Executiva Nacional do PDT manifesta o seu veemente repúdio às declarações do Governador de São Paulo, José Serra, que tenta imputar responsabilidade a partidos políticos pelo deplorável episódio do conflito entre policiais civis e militares naquele Estado. O Governador não pode transferir uma responsabilidade que é sua, decorrente de intransigência e incapacidade de diálogo com uma categoria que reivindica, com justiça, melhores salários e condições dignas de trabalho.

A Direção Nacional do PDT externa, outrossim, sua solidariedade ao deputado Paulo Pereira da Silva, injustamente ofendido pelo Governador por participar legitimamente de um ato público em apoio a uma categoria de trabalhadores, o que é um direito seu como cidadão e, mais do que isso, um dever como líder sindical.

O PDT espera sinceramente que prevaleça o bom senso e que o Governador José Serra cumpra o seu dever de atender as justas reivindicações da Polícia Civil de São Paulo, cuja valorização é conditio sine qua non para que o Estado aja com mais eficiência na prioritária tarefa de combater a violência e a criminalidade.

Brasília (DF), 17 de outubro de 2008.

Deputado Federal Vieira da Cunha,

Presidente Nacional do PDT.