PDT discute nesta terça pré-sal e atuação das bancadas

As lideranças do PDT na Câmara e no Senado em parceria com a Fundação Leonel Brizola Alberto Pasqualini promovem na terça-feira, dia 20 de outubro, mais uma rodada de discussões do Cliclo de Debates Visão Trabalhista. A atuação das bancadas da Câmara e do Senado, o projeto do partido para 2010, e o trabalhismo  como meio para sair da crise serão o foco dos debates.
Veja a programação:


Programação:

20/10/2009
local: Freitas Nobre
Subsolo do Anexo IV Câmara

9h
Abertura Oficial
10h
Informe e atuação da Bancada na Câmara
Deputado Federal Dagoberto (MS)
Líder
10h30
Informe e atuação da Bancada no Senado
Senador Osmar Dias (PR)
Líder
11h
Projeto Brasil Trabalhista 2010
Pre-Sal: Carlos Lessa
12h
A saída da crise é o trabalhismo
13h
Intervenções

Fundamentação e Finalidades:

O momento da ordem social vigente em que nos encontramos é muito instável. A ganância que move os moinhos do capitalismo estrangulou o  desenvolvimento social há muito, e agora põe em colapso o desenvolvimento econômico mundial. A provação de que esse modelo de  gestão caduco (da mínima intervenção do Estado na economia) não se sustenta, nos trouxe uma certeza: as pessoas hoje, mais que antes,  estão dispostas a discutir e procurar entender a sociedade e esse sistema econômico que noutros momentos parecia eficiente e indiscutível, mas que agora as joga ainda mais para o abismo da
exclusão social, da falta de equipamentos públicos que lhe garantam a  cidadania; da falta de emprego que põe em xeque sua dignidade; que lhes dêem perspectivas. 

O Brasil está carente de uma proposta de nação, que traga ao povo a certeza de que o desenvolvimento do país passa pela participação de cada cidadão. Para isso, é necessário que priorizemos o desenvolvimento do indivíduo como responsável pela construção do coletivo, imprimindo-lhe a certeza de que ele é um ser que contribui individualmente com o mundo que  temos e, sendo assim, deve contribuir para construirmos o mundo que queremos. É preciso que assimilemos nossa responsabilidade dentro da sociedade e que essa não pode ser substituída por ninguém, seja ela
através da produção de bens e serviços, seja na produção cultural, seja na produção do conhecimento científico, de forma a socializar todo esse conteúdo e assim permitir o desenvolvimento sustentável.
A coletividade será garantida quando cada indivíduo compreender seu papel na organização da sociedade e que, com o individualismo, ele compromete a existência da própria sociedade a partir de seu conceito fundamental.

Por fim, a discussão (além de outros símbolos menos significantes neste caso) entre os indivíduos é o princípio básico de formação de uma sociedade e os resultados dessa relação é que formam o pensamento dominante que viabilizará as estruturas que vão gerir essa mesma sociedade; seja num processo de dominação do homem pelo homem, intensificando a violência contra toda e qualquer forma de vida que conhecemos, seja para construir uma sociedade libertária que se fundamente no respeito à vida e na justiça social rumo a um mundo de harmonia e paz, rumo ao socialismo.

Objetivo Geral:

Estimular o diálogo na sociedade sobre a construção de um modelo de desenvolvimento para o Brasil, que tenha como pedra fundamental a valorização do trabalho e do pensamento científico como forma de emancipação do homem e equilíbrio social. Visar à construção de uma sociedade sustentável, sadia, pautada no fortalecimento e priorização da relação humana em detrimento ao profundo fosso social criado a partir do acúmulo do capital, da mais valia, da destruição do planeta…
Esperamos que através desse diálogo, possamos retomar a organização social e recuperar a força de mobilização dos movimentos sociais na disputa dos rumos que o país deve tomar para incluir todo cidadão no processo de produção e formação do conhecimento. É por este caminho que acreditamos estar a saída para o desenvolvimento, pautado no equilíbrio da relação de exploração da
natureza com as verdadeiras necessidades do homem.


Objetivos Específicos:

_Discutir os grandes temas de relevância nacional a fim de apresentar à sociedade uma proposta de agenda política que aponte caminhos para o desenvolvimento social e econômico do país, com sustentabilidade.
_Sintetizar em um documento (revista) com os produtos dessa discussão, como forma de fazer ressoar nas bases da sociedade um programa político de governo alinhado com as demandas sociais e o pensamento científico voltado para o desenvolvimento com autonomia, sem submissão aos desmandos do grande capital, representado pelas grandes multinacionais, que impedem nosso crescimento através das perdas que nos geram a partir da extração e transferência de nossas riquezas naturais sem agregação de valor.

Além deste documento, um registro audiovisual se fará necessário para reproduzir o debate em todos os lugares onde houver espaço para a discussão, forma eficiente de mostrarmos nossa visão sobre as alternativas que pensamos para o país.


Metas:

*Realizar debates em diferentes estados;

*Mobilizar todo o partido e suas estruturas na construção e discussão
deste projeto;

*Produzir e distribuir uma revista que conterá, de forma objetiva,
nossa proposta para o Brasil;

*Orientar as estruturas de poder do partido em torno da execução deste
projeto (prefeitos, deputados, vereadores, etc..);

*Editar em vídeo esses debates e distribuir em larga escala;

*Apresentar um programa para o país.